terça-feira, 1 de julho de 2008

Mimo


Perfeito estado insolúvel,
alquimia e mar aberto
ao desejo,
eloquente mímica
de afinação constante,
ou a maneira ainda suave
de dizer todos os dias
que te amo.

Foto : Gustavo Lebreiro

10 comentários:

Ana Oliveira disse...

Ainda bem que aqui cheguei pelo blog da Isabel!
Acho que vou voltar muito porque aqui a escrita é fluida, sentida e parece-me, vivida.
Haja palavras bem ditas, a dizer por nós, o sentimento amordaçado pela falta de verbo.
Ana

wind disse...

Bonito:)
Beijos

Eduardo Aleixo disse...

Gostei do poema e da foto.
Deppois de tantos dias de ausência, é bom voltar.
Eduardo Aleixo

© Piedade Araújo Sol disse...

poema curto e completo.

gostei.

a foto faz-me lembrar a "minha" praia.

beij

DelfimPeixoto disse...

Nas poucas palavras se pode dizer tanto

A. João Soares disse...

Não sou um conhecedor profundo da poesia, nem de nada, apenas um generalista, por vezes distraído!
Mas gosto de procurar ler a alma humana e aqui encontro um astral em alta, uma grande esperança no amanhã, com madrugadas risonhas, fruto da afinação constante.
Sê feliz.
Beijos
João

Å®t Øf £övë disse...

Paula,
É através de pequenos gestos no dia-a-dia que devemos mostrar os nossos afectos por quem amamos.
Beijinhos.

Isabel-F. disse...

Bem lindo Paula.


Tenho uma coisa para ti no meu Blog.
Quando puderes passa por lá.


Beijinhos

Xinha disse...

Que belo miminho ...
è um miminhos destes que todos necessitamos todos os dias... para fazermos deste mundo.. um mundo melhor !

Bela poesia, em tão singelas palavras.

Xi-coração

xistosa - (josé torres) disse...

Eu sou suspeito.
Suspeito dos amores.
Solúveis ou num mar aberto para a sua solubilidade.
Mas amor é isso mesmo ... solúvel num mar imenso.
Insolúvel num coração.

O que prevalecerá?

Só pode ser o amor !!!