quinta-feira, 24 de julho de 2008

Precipício


Estou aqui
e o mar chama-me.


Foto: Gustavo Lebreiro

7 comentários:

A. João Soares disse...

Lentamente, sem olhares para baixo, dá meia volta e desata a correr.
Beijos
João

wind disse...

Minimalista e bonito em conjunto com a foto.
Beijos

poetaeusou . . . disse...

*
paulinha
,
o mar chama-nos . . .
repara que não é um precipício,
é uma falésia,
é um promontório . . . da nazaré,
,
jinos positivos, dou-te,
,
*

Eduardo Aleixo disse...

Pois sai daí, Paulinha.
O que se passa nessa cabeça?
Um beijo.
Eduardo

peciscas disse...

Desta vez,tenho de ser sincero, não gostei lá muito deste post.Não por causa da forma.
A foto até é bonita. Mas a frase que a acompanha deixa-me preocupado pelo sentimento de renúncia que transmite.
Claro que encontramos, muitas vezes, precipícios pela frente. Mas é para os vendermos e não para eles nos vencerem.
Um beijo amigo do António.

FERNANDA & POEMAS disse...

Olá querida Paula, bela imagem... Daquelas que não nos cansamos de olhar!!!
Beijinhos de carinho,
Fernandinha

xistosa - (josé torres) disse...

Não é o mar, não ... é uma sereia, vêem mal para cima, só á beira mar é que encantam ...

Mas eu não descia.