domingo, 20 de julho de 2008

Ideia

A sensação de arrepio
na pele
é causada
pela passagem
inesperada
de uma ideia urgente
desesperada
com o pudor
eloquente
que ruboriza
ainda
a face adolescente
e se esconde
atrás da magnólia
envelhecida.

7 comentários:

wind disse...

Se ruboriza a face adolescente, a magnólia não é envelhecida:)
Beijos

lena disse...

a magnólia é doce e suave e na face adolescente não consegue envelhecer

o teu poema uma emoção redobrada

ler-te é mesmo um grande prazer

beijinho para ti e bom domingo querida amiga e doce Poeta

lena

poetaeusou . . . disse...

*
magnólia
em arrepios,
,
jinos
,
*

xistosa - (josé torres) disse...

Fiquei bloqueado e sem ideias, tal essa sensação e a descrição eloquente.

Por vezes ruborizamo-nos só aparentemente.

Um resto de domingo, não atrás, mas à sombra da magnólia.

A. João Soares disse...

Que alívio atrás da magnólia!!!
Mas fica-me a grande dúvida: qual a parte da frente e de trás de uma árvore?
Parece que a resposta é mesmo essa: a parte de trás é onde uma pessoa, desesperada e com o pudor ruborizante, se alivia...
Linda poesia para descrever uma situação que vai muito além da «Ideia».
Beijos
João

viajantis ideiotus disse...

...e que ideias que ruborizam....

Vieira Calado disse...

Olá, amiga!
Passei para ler as novidades e deixar uma beijoca.