terça-feira, 1 de janeiro de 2008

Feiticeira

Letárgico momento
o este estar entre terra
e ar,
planando a planície
dos nossos sonhos,
feiticeira da outra margem,
daqui igual ao sempre
no nunca acabar
do momento.

3 comentários:

wind disse...

Baralhaste-me com este poema.lol
Beijos

A. João Soares disse...

O sonho comanda a vida. As fantasias são um ingrediente indispensável ao cozinhado de uma vida feliz. Uma aventura seguida com entusiasmo vale mesmo que termine depressa. Enquanto dura tem o sabor da vitória.
Adejar a pouca altitude a cavalo numa vassoura, é possível, em sonhos!
Beijinho

Antonio Sabão disse...

Estranho mas interessante!
bjs