quarta-feira, 2 de janeiro de 2008

Cio


Dourada penumbra
imaculada reflexos
de paredes abauladas
é o cio na ponte
e os passos distantes
num índice
de contos inacabados
e o amor ardente ardil
desejo doentio
desta ponte de cio...


Foto: American Spirit Images

10 comentários:

Isabel-F. disse...

mais uma pequena maravilha este teu poema...


parabéns ...

e tudo de bom para ti neste novo ano que agora começou ...

beijinhos

Antonio Sabão disse...

A ponte é uma passagem...

wind disse...

Muito sexual:)lololol
Beijos

Marta disse...

Amar, desejos, sedução....
União...
Lindo como sempre...
Beijos e abraços
Marta

Besnico di Roma disse...

Olá! BOM ANO para ti “raposinha”
Vai ao meu blog, tenho lá uma brincadeira para ti.
Beijitos.

peciscas disse...

Estás a começar o ano em grande forma literária.

Um Momento disse...

E no cio da ponte o amor ...
que desagua como um rio...
Lindo Paula
Beijo ... em ti
(*)

LuzdeLua disse...

Que venha 2008!!! E eu te desejo muita paz, amor, esperança... Amigos muitos à tua volta.
Bjs com carinho

lena disse...

Paula doce menina poeta

hoje estacionei aqui, li cada um dos teus poemas, disse-os alto, para os sentir e reflectiram em mim cada verso teu

brilharam as palavras, o desejo de as ler, os sonhos da feiticeira na margem do momento certo, o mar que é a minha companhia, o principio que não conhece o fim, as marcas da tua bela poesia.

deliciei-me!

obrigada por partilhares o melhor.

abraço-te com muita ternura, com carinho, embrulho este abraço na amizade que sinto por ti

beijos muitos

lena

Maria Clarinda disse...

Como foi bom voltar e ler o teu blog, os momentos passaram serenos e plenos de magia.
Lindo o teu poema.
Jinhos mil