domingo, 4 de novembro de 2007

Deixo-te um poema

Deixo-te um poema
feito de beijos
de maresia e de sol
com todas as cores
da minha paleta
de palavras.

Deixo-te um poema
feito de magia
de abraços e de lua
com todas as flores
do meu jardim
de páginas.

Deixo-te um poema
por te amar.


Para ti A.


6 comentários:

A. João Soares disse...

Parabéns ao destinatário desta oferta, principalmente por ser num dia tão especial para a autora.
Abraços

António Sabão disse...

Comentário... Excelente, nota máxima!
Bjs

Gui disse...

Um poema feito de beijos de maresia e de sol, com uma dose de magia, algumas flores e abraços de lua, só pode ser um poema divinal. É um sortudo o destinatário. Um beijo grande

MARTA disse...

Um poema de amor...
Uma benção...
Um sorriso; o sol enfim...
Lindo; adorei.
Obrigada pela visita
Beijos e abraços
Marta

Amaral disse...

O "A" ficará feliz pelo poema e, principalmente, pelo gesto!
O poema, feito de amor, tem mais magia, quando construído no jardim encantado...

Belzebu disse...

E eu deixo-te os meus parabéns, por mais este belíssimo poema!

Aquele abraço infernal!