sexta-feira, 23 de novembro de 2007

As historinhas da Ilda

A minha amiga Ilda Oliveira do http://ashistorinhasdailda.blogspot.com presenteou-me, ao dizer-me que na sua actividade de contadora de histórias e declamadora, encetou ontem nas Escolas Secundárias a declamação, com música de fundo, de três poemas meus do meu livro "Canela e Erva Doce".
Eternamente grata lhe estou e muito feliz por ter sabido que os jovens se interessaram em ler-me e conhecer mais do que escrevo.
Um beijo para ti, pelo que tens feito por mim nestes últimos meses em que nos conhecemos e que eu gostaria de poder saber agradecer-te...

14 comentários:

Um Momento disse...

Muitissimos Parabéns Paula ,e á tua Amiga também
É tão bom saber que gostam do que escrevemos
Sorrio e num terno abraço deixo um beijo a ambas
Continuação de tudo de muito bom:))))

(*)

Lumife disse...

Mais um exemplo de que a blogosfera permite dar a conhecer poetas que doutro modo dificilmente chegariam ao público em geral.

Também tenho um projecto que se resume a transcrever no Beja poemas de autores que vou encontrando na net. Preciso de tempo e concentração que de momento falta.

Desejo-te um bom fim de semana.

Beijos

efeneto disse...

No silêncio compacto
das sete da manhã
assustei os pardais
para ver nascer o sol.
Na rocha onde me sentei
a brisa de nordeste
castigou-me o tronco nu
mas ali fiquei
até o grito me surpreender.

Porque me vieste ver
círculo alaranjado
até te tornares branco??
Já sei,
para me lembrares que está na hora,
de desejar um bom fim de semana aos amigos


[cada pessoa tem o que merece, e voçê mais que ninguem merece...um beijo de estima e amizade.]

Menina_marota disse...

É este sentimento de partilha que adoro neste Mundo Blogosférico.

É tão bom sentirmos este sentimento, que nos enche a alma e nos permite oferecer aos outros o que de bom, temos dentro de nós.

Ausente da blogosfera por motivos pessoais e familiares, creio estar em condições de aos poucos, voltar ao vosso meio.

Fico feliz por esta partilha e divulgação, denotadora de uma grandeza de alma...

Um abraço carinhoso a ambas ;))

Teresa David disse...

Que mais nos poder� dar prazer do que sabermos que o que criamos n�o fica s� por ser lido em voz baixo por n�s? Ali�s a poesia dita ganha outra identidade e passa a ser de todos! Ainda bem que tal te aconteceu, � bom!
Bjs e bom fim de semana
TD

Å®t Øf £övë disse...

Paula,
Pessoas que escrevem como tu só pedem ter este tipo de reconhecimentos. É verdade que nem sempre se consegue fazê-lo, porque se bloqueia ao ler palavras tão bonitas, mas acredita que o enfeito que produzes (mesmo que muitas vezes em silêncio) a quem te lê, é bem maior do que aquilo que tu possas supor.
Bom fds.
Beijinhos.

Palavras ao vento disse...

Parabens Paula!!

Se a tua amiga resolveu ler- te para os alunos.. é porque tem a certeza que és uma boa escritora!

Não tenho dúvidas quanto a isso.. pois ler- te é uma delícia!

Bom fim de semana e

Beijinhos da

Maria

wind disse...

Parabéns:))))
beijos

A. João Soares disse...

A gratidão fica muito bem, mas o reconhecimento do valor não precisa ser agradecido. A virtude maior não está apenas em quem dá valor àquilo que o tem, mas ao autor (neste caso autora) que sabe expressar em poucas palavras situações e sentimentos que dariam para um tratado de psicologia aplicada. Que a sorte bafeje quem a merece!
Beijinhos
João

lena disse...

Paulinha, doce poeta

fiquei feliz por ti e gostava muito de ter assistido

a tua poesia é melodiosa, é linda, transborda de sentires e esse teu livro é excelente

parabéns e o meu abraço terno e amigo

beijinhos para ti

lena

peciscas disse...

Vês como vale a pena criar algo em que se aposta a nossa sensibilidade?

Ilda Oliveira disse...

Realmente as coisas acontecem na hora certa. Estava eu a ver algo no motor de busca..e dou com este teu comentário de agradecimento amiga.
Jamais esqueço o primeiro que nos conhecemos..:) ficamos no acaso(provocado pelo universo superior :)) frente uma à outra na mesa.
Providência divina :) logo ali começou tudo.
Outro momento especial foi quando fiz-te aquela surpresa com a gravação da música com o teu poema " Tempo de Amar!" cantado na minha voz :)
Saudades!!!
espero ver-te em breve
beijinhos

Ilda Oliveira disse...

Como é bom poder ler e sentir ao fim deste tempo o carinho de uma semente plantada. Um abraço perfumado a ambas e a todos que se expressão em palavras sentidas que completam mais ainda cada um de nós.

Ilda Oliveira disse...

Um sopro de alma soma- se a tantos outros espalhados pelo mundo. E juntos sopram no coração a melodia perfeita.
Bem hajam :) beijinhos