segunda-feira, 19 de novembro de 2007

Chuva

Porque está de chuva...
não me apetece dançar
ao ritmo da música
prefiro gritar
ao meu ritmo.

9 comentários:

jguerra disse...

Olá. Eu gosto de chuva miudinha; sentí-la percorrer a minha pele, a minha espinha.
Um abraço

António Sabão disse...

Detesto chuva!(

TINTA PERMANENTE disse...

'Quando a chuva me chama, na vidraça,
abro a porta, saio.
Para ser só mais alguém que passa...'


abraço.

poetaeusou . . . disse...

*
grita, paulinha,
,
bji, "mural"
*

A. João Soares disse...

A chuva até tem a sua beleza. Só aborrece por ser molhada e deixar a roupa pegada ao corpo durante demasiado tempo! Já estava com saudades dela, não só por mim mas com pena dos bordos das albufeiras que já estavam da cor do Sara em extensões enormes.
Mas atenção, sejamos prático. Quem viver em zonas baixas verifique se as sargetas, bueiros ou sumidoiros, estão limpos, porque os andares térreos estão em perigo...
Abraço

Entre linhas... disse...

Por vezes a chuva grita com uma lamuria muito própria.
Bjs Zita

peciscas disse...

De facto, esta chuva (embora tenha de reconhecer a sua necessidade) torna-nos cinzentos.

lena disse...

doce Paula e Poeta linda

cinco versos e senti a chuva cair, assim miudinha,
caindo de raiva

um ritmo

uma dança

e o teu grito

esse escute-o!


um forte abraço doce poeta linda

beijinho meu

lena

Rafeiro Perfumado disse...

Pelo contrário, a chuva tem ritmo, aparece ir lá para fora, senti-la na cara...