sábado, 31 de janeiro de 2009

Campo


O verde luminoso
que a sílaba me empresta
cheira a flores campestres
e é húmido
e tórrido
e lembra-me
o encanto do regresso
e das mãos cheias de tudo
e eu levo-o comigo
nos momentos
que me vestem.


Foto: Viajantis

34 comentários:

Fenix disse...

Que bonito!
O sempre rico jogo dos contrastes "...húmido e tórrido..."

Belo!

E bela fotografia!
faz-me lembrar as raízes das acácias no quintal da minha infância..., que saudade!

Beijinhos
Bom fim de semana

PreDatado disse...

O verde e esperança; o verde e o campo; e o cheiro das flores. E ainda mais num poema perfeito.


Parabéns ao Viajantis por mais uma excelente foto.

Rogéryo de Sá disse...

Se anda a fazer a campanha da amizade quero ser seu amigo

Ana Martins disse...

E é tão bom levar connosco o verde, a cor da esperança!
Parabéns!

Beijinhos,
Ana Martins

Paulo disse...

Paula,
Teu poema tem o aroma do campo e a sílaba(ver)mostra o brilho luminoso.
Um abraço

Sonia Schmorantz disse...

Que linda forma de escrever, Paula.
Aqui é sempre tudo muito bonito.
beijo e lindo final de semana

Laura disse...

Adoro o cheiro do campo, das flores campestres, bem lá dentro das floresta sou montes, ah, eterna magia que tão mal aproveitamos...
Um obrigada pelo apoio, pelos mimos e carinhos nestes dias tão intensos para mim...Só agora comecei a visitar os blogues amigos, e com reticências... é que...ralham por estar aqui no pc...ó valha-me! Beijinhos e abraços sem fim, a ti que tanto amor tens lá por dentro... laura..

UMA PAGINA PARA DOIS disse...

Tem as estrelas da manhã
alinhadas em circulo
como um farol de aviso
aos navegantes
incautos e perdidos
que me habitam ...
Se eu pudesse
mascarava-me de lua nova
(que se esconde nas tramas
nebulosas
do meu sentir)
e escarnecia das sombras
fantásticas
que me desafiam
com versos...
(Maria Flor)

Só passei para te desejar um final de semana lindo com muito amor...
Abraços

Isa disse...

Paula,estou a regressar.Nunca deixei de pensar em vós todos.Nunca.
Mas havia mais trabalho,mais responsabilidade com o Sebastião,
tudo um pouco diferente.
Mas q. bem me souberam as Palavras!O Carinho!A Presença!
Beijoo.
isa.

korrosiva disse...

Absolutamente perfeito!
Lindo!! :)

beijinhoss

Amita disse...

"O verde luminoso
que a sílaba (sempre) te empresta".
Tinha de acrescentar a palavra "sempre", pois assim o sinto quando por aqui passo e te leio.
Um bjinho grande e uma flor

wind disse...

Bonito.
Beijos

Rosa Brava disse...

Sim... veste-te destes aromas suaves, desta forma sentida de veres os verdes da Vida.

Gostei muito de singeleza das palavras, mas que traduzem a sensibilidade da tua alma profundamente.

Beijinho e bom fim de semana ;)

Tecnenfermaginando disse...

raízes expostas
assim como tudo que escreve
belo

:)

FERNANDA&ASTROFAX disse...

QUERIDA PAULA, LINDO O POEMA E A BELA FOTO... PARABÉNS AOS DOIS... VOTOS DE UM DIA FELIZ,
FERNANDINHA

mfc disse...

E quero sentir isso tudo...

Eduardo Aleixo disse...

Tão lindas as gaivotas verdes em terra!
Bom fim de semana.
Eduardo

vida de vidro disse...

Então que esse verde luminoso te acompanhe sempre! Beijo e bom fim de semana.

£oµ¢o Ðe £Î§ßoa disse...

Palavras vestidas de verde, ecológicas...

Até outro instante.


(e assim a tua pegada encolhe)

Carlos Barros disse...

Muito belo e sereno. Seus poemas são sempre encantadores, envolvem e fascinam.
Abraços e um excelente final de semana.

MPereira disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Clarinda Galante disse...

Divinal, Paula!!!!
E a foto do Viajantis idem!!!
Jinhos aos dois

peciscas disse...

Sente-se aqui o odor da natureza que vem das nossas origens.

Lugar do Olhar disse...

Momentos vestidos de muita beleza e eu levo "as mãos cheias de...tudo"!

beijo

Vieira Calado disse...

O vento leva e traz...

Muito bonita também a imagem.

Beijinhosss

j. monge disse...

Verde que te quero verde...
Beijo!

Adriana disse...

nossa que lindo. adore iseu blog e sua poesia.

Laura disse...

O vento podia-me transportar para essa imagem, e deixar-me percorrer oaqueles convidativos caminhos que apelam ao amor pela natureza e para irmos mais a fundo na introspectiva da alma...
Um belo Domingo, mesmo com frio...
Beijinho da laura..

Je Vois la Vie en Vert disse...

O verde...esta cor que me atraí....
Bonito, Paula !

Quanto ao Firefox : tirei do Wikepia : Mozilla Firefox é um navegador livre e multi-plataforma desenvolvido pela Fundação Mozilla.A intenção da fundação é desenvolver um navegador leve, seguro, intuitivo e altamente extensível.

E se entrares neste link, poderás fazer o download grátis. É fácil e vale a pena : http://www.mozilla-europe.org/pt/firefox/

Beijinhos verdes

Elcio Tuiribepi disse...

Vestir-se com palavras é desnudar-se em silabas...tudo muito bonito,poema enraizado de esperanças, de regressos...bjo

Mariazita disse...

A associação do verde luminoso com o cheiro das flores campestres, resulta num conjunto perfeito, e num lindo poema.
A imagem, essas árvores com as raízes à vista mas bem presas à terra, é muito sugestiva. Linda!

Beijinhos
Mariazita

Catarino disse...

A floresta...
o cheiro característico que tanto marcou a minha infância...
Bonito poema (como sempre)...
beijo

Viajantis disse...

que bom que é regressar....e mais ainda ocm as mãos cheias de tudo e não vazias de nada

Mateso disse...

A criação da palavra.
Bj.