quarta-feira, 21 de janeiro de 2009

Exaustivamente


Vou dizendo e afirmo
que os sonhos têm
que existir
e que os devemos
perseguir
até à exaustão
e eles hão-de
concretizar
inesquecivelmente
a vida
na tangente
da alma.


Mais um quadro do meu Amigo António com as minhas palavras.

37 comentários:

Sonia Schmorantz disse...

De mim assim no fim
Se cevam ilusões
Se prelevam acções
Se levam sonhos

E deixou-me assim
De saudades a cevar
Partiu sem se prelevar
Existiu sem me levar
Para lá do porto do fim
O sonho voou sem mim...

(Autora: Luz de Vela)

Um abraço e parabéns pelo lindo poema

A. João Soares disse...

Cara Paula,
Cavalgando um corcel fogoso em direcção à Lua romântica, de cabelos soltos ao vento, em busca da concretização do sonho mais entusiasmante de sempre, vais bonita formando um alinda imagem. Oxalá o corcel não acorde e não sejas obrigada a aterrar neste planeta vil, onde apenas os corruptos sem princípios éticos podem realizar os seus sonhos de ambição desmedida e egoísta.
Beijos
A. João Soares

Viajantis disse...

e quando o homem sonha, o mundo pula e avança!
Há que acreditar nos sonhos, quando acreditamos muito, o universo conspira para que se realize...

MPereira disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Clarinda Galante disse...

Se o quadro do António era lindo...ainda ficou mais...acompanhado das tuas palavras feitas poema!
Jinhos muitos

Graça Pires disse...

"Pelo sonho é que vamos comovidos e mudos", dizia Sebastião da Gama.
"Os sonhos têm que existir", dizes tu. Concordo. Um beijo.

António Sabão disse...

Bonitas palavras! :)
Beijinhos

wind disse...

Gostei.
Beijos

Justine disse...

E que intimidade perfeita, palavras e pintura - ambos sonhos concretizados!

j. monge disse...

Vim dar aqui não sei como. Mas sei que me deixo ficar, apreciando uma a uma as bagas desta romã.

pin gente disse...

enquanto perseguimos um sonho perdemos outro que anda atrás de nós...

um beijo

FERNANDA & ASTROLOGIA disse...

QUERIDA PAULA, EU ACREDITO QUE DEVEMOS SEMPRE PERSEGUIR OS NOSSOS SONHOS, ELES NOS LEVARAM AO INTERIOR DA NOSSA ALMA... E ASSIM CONCRETIZAREMOS O OBJECTIVO DA VIDA... BELÍSSIMO POEMA AMIGA, BEM ACOMPANHADO POR UM MARAVILHOSO QUADRO... UM ABRAÇO DE CARINHO E TERNURA,
FERANDINHA

Isabel Branco disse...

Paula

Não fora o sonho e o real seria nada!
Não fora o sonho e o instante não saberia a mundo!
Não fora o sonho e a vida estar-nos-ia vedada!

Um beijinho.

vício disse...

é por isso que existem as guerras! essas perseguições até à exaustão nunca fizeram bem a ninguém! também gostava de ser perseguida?

Eduardo Aleixo disse...

Concordo. A vida sem sonhos também existe. Mas é uma vida...sem sonhos.
Beijinho
EA

Amaral disse...

Sim, porque do sonho à realidade deve distar um pequeníssmo instante...

Fa menor disse...

Plenamente de acordo!

Bjinhos

peciscas disse...

Se não perseguirmos o sonho, não vivemos.

Ah e o João Monge é capaz de ter vindo aqui "atrás de mim" (presunção minha, claro...)

Osvaldo disse...

Olá Paula;
O que seria da vida se não tivessemos direito ao "sonho" ?!...
Podsem nos tirar o direito à liberdade, podem mesmo nos tirar o ar que respiramos, podem secar as fontes da água pura que nos sacia,... mas não podem nos impedir de sonhar.
Belo texto para uma bela pintura.
bjs

tinta permanente disse...

E sonhamos...
Mesmo sabendo que quase sempre é doloroso voltar à realidade, depois de ter vivido a divina mentira do Sonho...

abraços!

© Piedade Araújo Sol disse...

o quadro é lindo, tem cores fortes que lhe dão alma.

as tuas palavras ficaram muito bem.

um beij

Mariazita disse...

Querida Paula
Em nome do Lírios agradeço a tua visita, informando que postei hoje novo poema.
Em meu nome pessoal digo-te que gosto muito deste teu poema.
Gosto de te "sentir" assim, acreditando que, se quisermos com a força necessária, os sonhos se realizam.
É esse o espírito que temos que manter vivo!

Beijinhos
Mariazita

Eduardo Aleixo disse...

Olha lá, Paula. Bebi agora uns copos de champanhe brutus francês e lembrei-me de uma coisa, a propósito de falares da vida e do sonho:
- a vida e o sonho, afinal, não são a mesma coisa? Estarei com os copos? Por que fazes a distinção?
Outra coisa é saber se andas acordada no sonho da vida ou se andas distraída. Que achas, Paula? Achas que...
Boa noite.

EA

Jaime A. disse...

Sonho na ponta do teclado,
na ponta dos dedos,
na ponta da unha.
Não há estrelas,
não há algodão,
não há aparato.
Sonho com cores que não há,
pessoas que nunca o foram,
fazendo o que nunca fiz.
Uma alma assim vive,
e um sopro tangente
não a sulca,
vibra-a!

Jaime A. disse...

Olááá!
Gostei muito.
"Perdi" o poema que aqui te deixei... :(

Beijos

Aníbal Raposo disse...

Persigamos pois o sonho Paula mesmo sem a certeza da sua concretização.
Bjs

paradoXos disse...

e seguimos essa força motriz que nos empurra pra frente...
muitos beijinhos Paula amiga!

Fenix disse...

Sem dúvida!
E só assim a alma será feliz na vida!

Eu adoro sonhar
e lutar pelos meus sonhos!

Deixo-te uma obra duplamente (António Gedeão e Manuel Freire) magistral Pedra Filosofal e que sempre me vem ao pensamento quando penso em SONHOS!

Muitos Beijinhos

De Amor e de Terra disse...

Continuo acreditando que é sempre pelo sonho que vamos!

Beijos

Maria Mamede

tibeu disse...

O quadro é lindo e as tuas palavras maravilhosas. Parabens

© efeneto disse...

E mais um poeta por mim passou
E sussurrou-me ao ouvido
O que se passa aqui…

"São os cabelos negros,
selvagens,
que não se deixam desenhar,
são os olhos que se escondem
e sussurram tatuagens,
beijos quentes,
sonhados...
São as palavras não ditas,
são os mundos que tu sentes,
os papeis amarrotados…

É a brisa que te leva,
é o vento que me traz…Aqui
para te ler e apreciar,
a musica ouvir e no ouvido levar.

Vou sair conforme entrei
E sussurrar ao poeta, que aqui pode entrar...

Voltarei aos poucos a visitar os amigos que souberam esperar…

mfc disse...

Sonhar e sempre continuar com o sonho!
Nunca esmorecer.

As Chamas do Fénix disse...

No meu texto de hoje falo também de sonhos...

Os teus são lindos...

Uma Grande Chama para ti...Beijos

Ana Martins disse...

Olá Paula,
gosto de te ler... E mais não digo!

Beijinhos,
Ana Martins

Só Eu disse...

Não percas nunca a capacidade de sonhar.
Obrigado pelas tuas palavras. Muito obrigado.
Beijinhos

SILÊNCIO CULPADO disse...

Paula

Os sonhos têm que existir para que haja amanhã.
Sem sonhos morreriamos no cinzento dos dias. Sem sonhos não construiriamos estradas nem pontes e muito menos saberiamos amar.


Abraço

Delírios das Borboletas disse...

lindo poema claro,enxuto e moderno!