sexta-feira, 23 de janeiro de 2009

Dilema


O dilema simples
de estar e não estar
é de facto um dilema
incontornável
e porque ao estar
não estou
e estando posso estar...


Foto: Mário G.

34 comentários:

Ana Martins disse...

Formidável e verdadeiro, adorei!

Beijinhos

Mateso disse...

Ter e ser. Sou porque me tenho e tendo-me não sou o que tenho.
Gostei muito.
Bj.

Jaime A. disse...

e assim,
sendo e não sendo,
continuo a não ir,
porque sou e não sou
e os caminhos não se abrem
para o dilema, o miasma
do ser e não ser.


(fico feliz por ser o 1º, lol!)

Sonia Schmorantz disse...

"Tenho tanto sentimento
Que é frequente persuadir-me
De que sou sentimental,
Mas reconheco, ao medir-me,
Que tudo isso é pensamento,
Que nao senti afinal.

Temos, todos que vivemos,
Uma vida que é vivida
E outra vida que é pensada,
E a única vida que temos
É essa que é dividida
Entre a verdadeira e a errada.

Qual porém é a verdadeira
E qual errada, ninguém
Nos saberá explicar;
E vivemos de maneira
Que a vida que a gente tem
É a que tem que pensar."

Fernando Pessoa

Sempre haverá dilemas, porque em tudo sempre há mais de uma possibilidade e assim temos que fazer escolhas...
um abraço

Viajantis disse...

pode-se estar estando longe e pode-se não estar estando ali ao lado.
Nem sempre o "estar fisico" significa um "estar emocional"....
eu prefiro o emocional

Pepe Luigi disse...

Incontornável é por demais o sintetismo e a beleza dos teus versos.
Um beijo

Maria Clarinda disse...

E assim o não estar vai deixando as suas marcas para o estar perceber que estiveste, simplificando o dilema.
Como sempre maravilhoso o poema, e a foto mostrando precisamente as tais marcas...do ter estado.
Adorei, está lindo o conjunto.
Jinhos mil aos dois.

Thiago disse...

Gostei do jogo de palavras que me fez pensar neste dilema que tantas vezes tenho...quantas vezes estamos, sem querer estar e quantas outras pensamos não estar e afinal de contas, estamos ainda que não possamos estar...?

manzas disse...

Perfeito…

Passei para desejar um óptimo fim-de-semana…

O eterno abraço…

Catarino disse...

(Tomei a liberdade de acabar o que não devia ser suposto ser acabado, mas mesmo assim, terminei...)
...ou estando
posso afinal,
não estar...


(voltei a escrever, espero que com regularidade... Aguardo a tua visita...)
Beijo doce

Eduardo Aleixo disse...

Se estando podes estar, deixa-te ficar.
Beijo.
EA

FERNANDA & POEMAS disse...

QUERIDA PAULA, SÓ UMA PESSOA COM A TUA CAPACIDADE DE INOVAÇÃO, TERIA ESCRITO ESTE MARAVILHOSO POEMA... PARABÉNS!!!
UM ABRAÇO DE CARINHO,
FERNANDINHA

rouxinol de Bernardim disse...

A simplicidade e a candura no expoente da sublimidade!

Uma subtil forma de amar... escrevendo!

Frederico Neves disse...

Hoje resolvi visitar o blog de uma amiga,e, percorrendo vários caminhos vim ter ao seu.
Ao olhá-lo a imagem das romãs, o testo de apresenção, chamaram de imediato a minha atenção.
Cheguei a este post, e, fiquei maravilhado com esta fotografia e seus pormenores, uma macro excelente.
Depois o poema,extremamente bem concebido, com um sentimento de uma poetisa, em que cada palavra brilha e entra em nós. Fiquei acredite, umas horas lendo,olhando as fotos. Vi que tem mais dois espaços voltarei. Não tenho blog, mas, dou-lhe desde já os meus parabéns.Voltarei concerteza, pois como lhe disse faltara lugares seus para ir.
Neste, quis deixar a minha marca, naquela areia da fotografia, para saber que estive.

Blueshell disse...

Deixei no meu "BlueShell", um selo (BLOG DE OURO) com muito carinho e dedicação. Gostaria que o fosses lá buscar por aquilo que ele representa.
Com um beijo em AZUL-MAR-CÉU

BShell

wind disse...

Um excelente jogo de palavras e um grande paradoxo:)
Beijos

A. João Soares disse...

Se se trata de estar, estou, por vezes na Lua, com o corpo aqui. E fico sem sabem se nesse caso estou ou não estou. Estar ou não estar ...that is the question!
Beijos
A. João Soares

pin gente disse...

o dom da ubiquidade!

beijo

Ana Oliveira disse...

Paula

Terrível dilema este de estar ou não estar...porque quantas vezes se está não estando...e que dor isso pode causar.

Bom fim de semana.

Beijos

Ana

Mário G. disse...

Paula, não imaginas como fiquei sensibilizado,e,sem palavras ao ver que escolheste uma fotografia minha para ilustrar ,este teu poema belíssimo.
Beijos
Mário

Isa disse...

Paula,o texto de q.gostaste,tem verdade,tem mesmo mta.A "estória"
passa-se entre um homem e uma mulher que a Vida separou,mas q.
se amaram sempre.Reencontram-se há
uns anos:ambos viúvos.Na casa dos 50 e tal.
Será desilusão ñ ser um casal feliz
desde sempre?Paciência.Mas,q.estão enamorados,como dantes...estão.
Tudo é igual.Há outra coisa:embora livres,sentem um respeito tão profundo pelas Famílias(filhos,netos)q.o AMOR tem o picante dos 18 anos:secreto.
Ñ esperavas,pois ñ?
Please,top secret!
Beijo.
isa.

vida de vidro disse...

Conseguiste jogar com as palavras e fazer um belo poema com uma enorme verdade. **

Odele Souza disse...

Por vezes é assim mesmo. Estamos sem realmente estar.

Beijos.

Duarte disse...

Conheço-te de 22 olhares e vim para ver-te melhor.
Até gostei!
Parece que por fim acabas de estar...
Isso é o que realmente importa.

Saudações

UMA PAGINA PARA DOIS disse...

Existe um lugar onde
todos os sonhos se realizam
a Felicidade é constante
e o sentimento maior é o Amor
este lugar é o seu Coração...
Procure nele e você
encontrará as respostas pra tudo.
Bom final de semana

Elcio Tuiribepi disse...

Todo dilema se torna profundo, pois a partir dele cavamos buracos onde nem existe ainda, totalmente matéria, li seus outros pequenos poemas...na verdade, são grandes...rs...Ótimo final de semana e que mais poemas posm estar nascendo e renascendo aí dentro de sua alma...um abraço, na alma é claro...valeuuu

Branca disse...

Às vezes estamos ao lado e mesmo assim tão distante das pessoas...

Ótimo fim de semana pra vc,
bjo carinhoso.

De Amor e de Terra disse...

Tantos dilemas na vida de cada um!
Gostei muito (como sempre); do que diz, do que lhe subjaz.

Beijos

Maria Mamede

tulipa disse...

Hummmm...
Dilemas
quantas e quantas vezes
me sinto envolvida em dilemas
ser ou não ser...isto ou aquilo
enfim...a vida tem muitos dilemas.

Bom fim de semana.

Graça Pires disse...

É de facto um dilema, Paula. Mas fica onde te sentires melhor. Adorei este teu "brincar" com as palavras...
Um beijo.

mfc disse...

... do mesmo modo que uma escolha implica a rejeição de tudo o resto!

Conceição Duarte disse...

Lindo, tudo lindo no seu blog, palavras, sentimento. Bjus CON DUARTE

Conceição Duarte disse...

Lindo, tudo lindo no seu blog, palavras, sentimento. Bjus CON DUARTE

poetaeusou . . . disse...

*
paulinha
no estar,
a presença é irrelevante,
,
bjis,
,
*