quinta-feira, 22 de maio de 2008

'Por cada olhar um poema'

Tinha escrito para a Noite Com Poemas na Biblioteca de S.Domingos de Rana, mas não me foi possível ir lá, lê-lo. O tema era o título.


Olhares em poesia
afectos consumados,
pelas palavras escondidas,
poesia no teu olhar
que a manhã anoitece,
e o poema se faz tarde
na tua boca, ao dizê-lo.

Um poema, um olhar,
a beleza quotidiana,
a íris solta no aparo da caneta,
a lágrima prestes a soltar-se,
na página virgem
do olhar do poeta.

13 comentários:

Odele Souza disse...

Poesia....necessária ao nosso dia.

Muito bonita esta.

Um abraço.

peciscas disse...

Como sempre, agaras bem a ideia subjacente ao título e constróis, com facilidade, um texto com qualidade.

tibeu disse...

Muito interesante.

wind disse...

Gostei:)
Beijos

Bonecas da Filó disse...

Lindo texto,vou continuar a visita-la.Bjs

A. Jorge disse...

Lindo. Foi pena podido lê-lo onde querias mas não faltarão oportunidades.

Um beijo

Jorge

Angel of Light disse...

Paulinha querida, passei para te deixar um beijinho de Amor, Paz e Luz! Ando um pouquinho recolhida... mas logo, logo volto. És muito bonita e os teus 3 rebentos também. Somos ambas mãe de 3 seres maravilhosos, não é?

Fica bem.

Isabel-F. disse...

mais um belo poema...

é sempre delicioso ler-te.


beijinhos e bom fim de semana

Å®t Øf £övë disse...

Paula,
Desculpa-me, mas vou referir-me ao teu post acima que está fechado a comentários. Isto porque não poderia deixar passar em claro este dia em que todos recordamos com saudade e carinho o eterno Fernando.
Esteja ele onde estiver, tenho a certeza que está a olhar por e para nós.
Bom fds.
Beijinhos.

poetaeusou . . . disse...

*
o olhar,
das palavras,
da paulinha,
,
jinos
,
*

Jorge P.G disse...

MUITO BOM, PAULA!
Nota 5

Um abraço.
Jorge P.G.

poetaeusou . . . disse...

*
um poema,
um olhar . . . � !!!
,
conchinhas
,
*

Isabel-F. disse...

o poema do post acima é belissimo ...

beijinhos