terça-feira, 13 de maio de 2008

Pelo caminho

Porque me extasio sempre que leio o meu Amigo Vieira Calado deixo aqui um poema do seu livro Transparências, da AJEA Edições - 1999, página 53. Um Poeta que merece ser lido e apreciado.

Pelo caminho
deixo
o destino:

cores de mil cores
paixões
amores

que florescem
voam
arrefecem

e que no fim

fazem o pó
do universo

e de mim.

14 comentários:

wind disse...

Bonito.
Beijos

Carla disse...

que belas palavras
beijos

AcidoCloridrix disse...

Hoje é o 1º Aniversário do Sexo com Arte e Humor, 13 de Maio de 2008,,,, aqui fica o CONVITE para a “festa”, o “bolo” e o “Presente” virtual solicitado!!!!
Agradecimentos antecipados pela presença, sem a sã camaradagem existente em toda a Blogoesfera seria impossível comemorar agora este 1º ano,,,, OBRIGADO!!!!! HCL
(http://sexohumorprazer.blogspot.com/)

Vieira Calado disse...

Obrigado, amiga!
Bjs.

DelfimPeixoto disse...

Na simplicidade das Palavras enconramos o eu complexo
Bj

Isabel-F. disse...

Sem dúvida que o poema é belissimo.
adorei.


beijinhos para ti

poetaeusou . . . disse...

*
boa escolha,
,
bji,
*

© Piedade Araújo Sol disse...

também gosto muito do vieira calado.

beij

Nilson Barcelli disse...

O Vieira Calado escreve muito bem e este poema não foge à regra.
Bela escolha.

Beijinhos.

peciscas disse...

Também gostei!

A. João Soares disse...

Uma bela descrição do que é a vida. Florescem, voam arrefecem e acabam por se transformar em pó.
E muita gente não pensa nesta realidade e «mata-se» na busca de sinais de riqueza que nunca a satisfazem e não impedem que o destino a transforme em pó.

Um poema com bom conteúdo e beleza poética.
Parabéns
Abraço
A. João Soares

Maria Clarinda disse...

Que beleza de partilha , Paula!!!
Um beijo para ti e para o Vieira Calado.
Mil

Å®t Øf £övë disse...

Paula,
Bonita a homenagem, e o poema que partilhas connosco.
Beijinhos.

Um Momento disse...

Já somos duas a gostar de Ler Vieira Calado:)
Grata pela partilha:))))

(*)