segunda-feira, 5 de maio de 2008

Que é feito do vento?

Que é feito do vento
que humedece teus cabelos
de prazer e luxúria
e faz da terra do caminho
o barro dos teus pés?

Que é feito da água do mar
que arrepia as tuas mãos
e torna o teu silêncio
na secura suprema do deserto?

Que é feito do sonho bom
do dia presente nos teus lábios
trémulos
e faz do teu olhar salgado
um vago devaneio de saudade?

Que é feito de ti mulher ausente
de cabelos em desalinho
e mãos arrepiadas
lábios sensuais
e de verde
feito olhar de água doce?

Que destino te traz aqui
e que forma toma
teu corpo
no sonho/morte de mim?

Que é feito do futuro?
Que é feito de ti mulher?

9 comentários:

Pena disse...

Linda Amiga:
Um soberbo poema que arrebata. Maravilha de ternura e carinho.
Expressa uma procura intensa de enorme e inconfundível talento de expressão poética agradabilíssima.
Simplesmente lindo. Genial. Perfeito.
Sempre a estimá-la e a respeitá-la imenso.
O AMIGO que a admira

pena

OBRIGADO pela terna visita. OBRIGADO sincero e sentido.

Maria Clarinda disse...

Paula...simplesmente maravilhoso e cheio "de sumo" como costumo dizer...
Jinhos muitos

peciscas disse...

Ás vezes a capacidade de sonhar, adormece em nós.
Mas basta um acontecimento,por exemplo a chegada de uma pessoa à nossa vida, para tudo recomeçar.

wind disse...

Excelente poema, mas triste.
Há que ter esperança:)
Beijos

Carla disse...

que palavras tão plenas...que sentir tão profundo
beijos

poetaeusou . . . disse...

*
estás aí mulher !
o futuro és tu !
,
conchinhas
,
*

© efeneto disse...

...que era feito destas palavras...
beijito...

A. João Soares disse...

Aqui não se fala do vento tempestade, tormenta, tornado, mas de um sopro macio, ao ouvido, levando palavras de ternura envolvente, um murmúrio ciciante que enfatiza os sentimentos, o ego, o mais íntimo de quem o recebe.
Beijos
A. João Soares

jorge vicente disse...

que é feito do poema
que é feito da palavra
que é feito do amor

bonito poema, paula

um abraço
jorge vicente