sexta-feira, 16 de maio de 2008

Em 'e' s

Encontro de letras vincadas
em papel húmido,
espécie elíptica
erro de eros,
engolido pela maré viva
estuário esgotado,
eufemismo incapaz
é eterna a fuga,
estereotipada frase
evanescente poesia.

7 comentários:

wind disse...

Muito bom:)
Beijos

© efeneto disse...

Perdi-me em mim
Onde sempre me procurei
Entre palavras e sentidos
Onde sempre me demorei
Entre versos feitos de cetim

Perdi-me em mim
No onde e no entre assim
No princípio, meio e fim
Perdi-me em mim...

Apenas me achei para lhe desejar
Bom fim-de-semana
Na companhia de quem ama...

peciscas disse...

És Especialista Em Esta Espécie dE Encadeamento dE Emoções!

A. João Soares disse...

Paula,
É um programa para meditação, sendo cada verso um pretexto para dias de meditação. E esta será muito demorada e profunda se não for evitada a «eterna fuga» através de um «eufemismo incapaz».
Até parece uma alusão ao menino Joãozinho que foi apanha a fumar num canto da escola e respondeu à professora com o seu ar encantador de menino ingénuo mas traquina: Sô fessora eu não sabia que era proibido, se o é peço desculpa e prometo que não vou mais fazer esta maldade. Mas ao dizer isto tinha cruzado o polegar entre o indicador o mais comprido!

Desculpa,
Beijos
João

poetaeusou . . . disse...

*
encontro,
oblongos erros
ef�meras mar�s
fixadas em mim
,
jinos
,
*

alice disse...

só falta mesmo o "encantador" :) beijinho, paula.

Anónimo disse...

Optimo jogo de palavras, a tua especialidade mesmo :)
Muitos beijinhos da tua filha xx