sexta-feira, 21 de dezembro de 2007

Grávida

Grávida de sonhos
em momentos inesquecíveis
rebentando as águas
nas madrugadas
doridas e simples
de um sonho nascido.

7 comentários:

Antonio Sabão disse...

Muito bom! :)
bjs

wind disse...

Gostei da metáfora:)
beijos

Anónimo disse...

Se a gravidez é um estado belíssimo, a gravidez de sonhos é igualmente fabulosa.
Boas Festas
Carla

poetaeusou . . . disse...

*
tenho os olhos,
grávidos dos teus poemas
*
ji
*

A. João Soares disse...

os sonhos... Muitas vezes são ilusões fugazes, voláteis. Daí o perigo de viver deles. Nada de sonhos gémeos ou trigémeos! Basta um de cada vez!
Grávida «ma non tropo»
Linda poesia, com uma associação de ideias muito criativa, como é habitual nesta cabecinha sonhadora!
Feliz Natal
Beijinhos

Rafeiro Perfumado disse...

Que o parto seja suave, e que esse sonho cresça e se torne numa realidade forte e saudável!

Um Momento disse...

Uau!
Fantástico!
Adorei

Beijo!

(*)