quinta-feira, 12 de fevereiro de 2009

Paixão


Volto sempre ao momento
alucinante da paixão
ao brotar partido
da loucura
aos teus braços
e abraços
volto sempre às lágrimas
felizes
e do êxtase fortuito
ao momento repetido
da paixão enquanto tu.


Quadro do António

36 comentários:

Devaneante disse...

Excelente, adorei!

Eduardo Aleixo disse...

Diva's poem. Always. Always the morning returns.Spring is coming. Near the sea you live. You are the sea.You are the morning. You are the spring. Good night. Or better: good morning.
My best regards:
Eduardo

Sonia Schmorantz disse...

Gosto de vir ler tuas apaixonadas palavras, é sempre um prazer.
beijo

Delírios das Borboletas disse...

Amei este poema seu como todos os outros que você escreveu.
parabéns.
Lindíssimo.

UMA PAGINA PARA DOIS disse...

Como sempre tudo muito bonito por aqui.
Só passei para dar um abraço


No entardecer,
o sol dança com a chuva
e um arco-íris
no horizonte tinge...
Espera a lua surgir
e entre as nuvens
uma estrela luzir.
Depois, a terra sorri
quando na noite escura
o céu clareia...
Um véu de estrelas
abraça a lua cheia...
O poeta fecha os olhos
e sente o poema
correr em suas veias.
A lua deita no mar
e o sol, novamente
beija a areia.

(Sirlei L. Passolongo)

Maria Clarinda disse...

Pois...e a volta trás sempre o êxtase do reencontro com as emoções já um dia sentidas.
Beijos de ternura

Fa menor disse...

Também gosto desse voltar...

Bjs

Amaral disse...

Paixão, loucura, êxtase - momentos que, enquanto "seres", vamos experimentando...
"Volto sempre ao momento" - gostei!

Justine disse...

Que bom é voltar a esses momentos...nunca repetidos!

Isa disse...

Como me apetece vir aqui.Sabe-me a pouco.
Tema belíssimo!
Tens recadinho no meu canto.
Beijoo.
isa.

vício disse...

mas só voltas porque queres, não é?

wind disse...

Bonito e apaixonado.
Beijos

tinta permanente disse...

Cuidado: um tudo nada de paixão, aumenta o espírito (que é coisa que não pode viver sem lume...); mas quando a paixão é em demasia, assim como um vento norte... apaga-a!

abraços!

poetaeusou . . . disse...

*
brotada paixão,
,
da paulinha que eu conheço,
,
jinos
,
*

manzas disse...

Redigi no pulsar
Do meu ser
Uma valiosa
Carta guardada...
O sol não nascerá
Sem que passe por lá
Para a ler,
Ou ela será
Lacrada.

(rss)

Obrigada pela visita
e comentário
Que deixou no meu

Pensamentos

O eterno abraço...

-MANZAS-

Gleidston dias disse...

Caliente regresso, sempre!gostei do encaixe das palavras.

Otima tarde.

bjcss

FERNANDA & POEMAS disse...

QUERIDA PAULA, EMOCIONANTE POEMA, O PASSADO VOLTA "QUASE" SEMPRE COM AS SUAS LEMBRANÇAS... ADOREI AMIGA!!!
UM ABRAÇO DE CARINHO,
FERNADINHA

Osvaldo disse...

Olá Paula:
Como sempre o retorno tem os seus medos e mistérios... é a lembrança de momentos apixonantes de apaixonados e o medo de que o tempo perca esses momentos de paixâo...
Como sempre o prazer de nos deliciares com poesias que honra a cultura.
Áh, o quadro do António é lindissimo.
bjs
Osvaldo

MPereira disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
pin gente disse...

repete-se a paixão
no êxtase das palavras e das doces e felizes lágrimas

alice disse...

umas pinceladas coloridas na tela e uma tela de palavras :) um belo conjunto, paula. um beijo.

PreDatado disse...

AAAAHHHHHH também você uma eterna apaixonada.

:)

é bom não é?

korrosiva disse...

Lindas as tuas palavras.. são sempre! :)

beijinhosss

Ana Martins disse...

Lindíssimo amiga Paula!

Beijinhos,
Ana Martins

j. monge disse...

É bom voltar aqui!
Muito bonito. Beijinho!

mfc disse...

Voltamos sempre aonde fomos nós próprios.

Elcio Tuiribepi disse...

Pequenino poema grande...bjo...rs

Graça Pires disse...

Voltar ao que se ama com paixão. Belo. Um beijo Paula.

Mariazita disse...

CONVITE

Este convite permite-lhe o acesso ao blog A CASA DA MARIQUINHAS,para o qual está convidado a comparecer amanhã, dia 14 de Fevereiro, à hora a que desejar.

Chamo a atenção para o facto de a admissão ser restrita, pelo que deverá fazer-se acompanhar pelo presente “convite”, sem o qual corre o risco de lhe ser barrada a entrada, já que é “Reservado o direito de admissão”.

E porquê amanhã, dia 14 de Fevereiro, dia dos namorados?
Se outro motivo não houvesse, haveria este:

14 de FEVEREIRO DE 2009
INÍCIO DA TRANSMUTAÇÃO DO KARMA PESSOAL E MUNDIAL
No dia 14 de fevereiro as 7h.25m. horário de Greenwich - (São Paulo as 7h.05m. e em Lisboa as 7h37m.) haverá um forte alinhamento dos planetas, todos no signo de Aquário: Sol a 25º, Netuno 24º, Kiron 21º, Júpiter 19º, Nódulo Lunar 8º, Marte 7º e Mercúrio 29º de Capricórnio, todos na 12ª. Casa: do Karma, significa a finalização de um ciclo kármico. A energia atinge toda a humanidade, porém a libertação é individual, é de dentro para fora, ou seja, precisamos estar receptivos a essa energia planetária. A nossa mente, alma e espírito devem estar conectados com essa vibração transformadora, o ideal é realizar uma meditação durante 18 minutos.
A Lua estará no Signo de Balança, emitindo amor e equilíbrio às nossas vidas.

Beijinhos
Mariazita

Laura disse...

Olá. Hoje ando tão metida comigo que já nem sei o que digo!...
Mas não esqueço de te desejar uma feliz sexta feira, um sábado cheio de tudo quanto é bom, e um domingo repousante... Beijinhos.

Aníbal Raposo disse...

Paula,

Lindo poema. Com muita força.

Beijos

Ana Oliveira disse...

Paula

Voltamos sempre aos momentos primordiais...talvez porque nascemos para ser felizes!

Bom fim de semana

Beijis

Ana

peciscas disse...

A paixão pode ser apenas uma momento , mas que sempre queremos revisitar.

Tecnenfermaginando disse...

paula,

que poema lindo!

é sempre bom o gosto do reencontro enquanto paixão

bju:)

António Sabão disse...

Belo poema!
Beijinhos

Viajantis disse...

..."da paixão enquanto tu"!!!
Belo