segunda-feira, 22 de dezembro de 2008

Um cansaço silenciado


Cansada evito debruçar-me
sobre o livro que me faz pensar
e ainda mais me cansa.

Evito juntar letras
formar palavras
ligar números
ou fazer contas
evito tudo o que me cansa.

Cansada do silêncio
cansada do ruído
de ler de falar
deixo-me descansar
livremente
num lugar sem nome
e silencio-me.

Afasto a minha vida.


Foto: Viajantis

12 comentários:

wind disse...

Abandonas-te. Dark.
Beijos

Amaral disse...

O mensageiro diria que te "apetece", finalmente, estar contigo própria...
Largar a vida quotidiana, por instantes que seja, significa que o silêncio interior é pacífico e acolhedor...
Esse lugar tem nome, aquele que te faz bem, aquele que te completa, aquele que ajuda a lembrar-te que és mais do que um corpo ou uma mente a juntar palavras e números...

Carla disse...

...não cansam estas palavras e o silêncio que nos oferecem
passei para desejar
_________________Paz
_______________União
______________Alegrias
_____________Esperança
____________Amor Sucesso
___________Realizações Luz
__________Respeito harmonia
_________Saúde solidariedade
________Felicidade Humildade
_______Confraternização Pureza
______Amizade Sabedoria Perdão
_____Igualdade Liberdade Boa sorte
____Sinceridade Estima Fraternidade
___Equilíbrio Dignidade Benevolência
__Fé Bondade Paciência Brandura Força
Tenacidade Prosperidade Reconhecimento
_______________!!!!
_______________!!!!
_______________!!!!

beijos e BOAS FESTAS

PreDatado disse...

E eu vou evitar juntar letras para comentar este seu poema e aproveitar para as utilizar no sentido de lhe desejar um Feliz Natal!

Angel of Light disse...

Olá querida Paulinha!

Estará a aproximar-se a altura de te encontrares somente contigo? De te descobrires? Quem saberá?... Só tu...

Vim desejar-te um Natal cheio de Amor e Luz, não para dia 25 de Dezembro, mas para cada dia do ano!

Se puderes, e quiseres, gostava MUITO que passasses pelo meu blog no dia 24 de Dezembro. Vou ter lá algo que gostava de partilhar contigo...

Beijinhos de Amor e Luz direitinhos no teu lindo coração.

Mariazita disse...

Esse lugar da foto convida ao recolhimmento...
Às vezes sentimos mesmo nececidade de silêncio...
Tudo bem, desde que não silencies as palavras e nos prives da tua bela poesia.

Beijinhos, amiga.
Mariazita

Je Vois la Vie en Vert disse...

Descansa, querida amiga, para "retomar" a vida com força e oferecer-nos de novo as palavras que utilizas tão bem !

Beijinhos verdinhos

FERNANDA & POEMAS disse...

Querida Paula, quanta necessidade temos nós, de estarmos sós de nós próprios... Como te compreendo Amiga!... Um abraço de Amizade,
Fernandinha

Sophiamar disse...

Desejo-te um Natal cheio de saúde, amizade, pão na mesa, harmonia, amor...
Que o Ano Novo te traga tudo quanto desejas.

Mil beijinhos

JOTA ENE ® disse...

ola, como gostaste das minhas fotos, escolhi ao acaso um dos teus espaços pra te desejar um ...

(¯`v´¯)¤
.`•.¸.•´
¸.•´¸.•´¨) ¸.•*¨)
(`'·.Feliz¸.·'´)
(`'·.Natal!¸.·'´)
¸.·*)*¸.·´¨)*´¨)¸.·*¨)
(¸.·(¸.·´ .·´¸¸.·´*´¨)

Bjos!

Maria Clarinda disse...

E eu...acompanho e respeito o teu silêncio...como se tornou fácil entender-te.
Jinhos muitos

Viajantis disse...

é sempre bom reflectir....sem se abandonar.