quarta-feira, 3 de dezembro de 2008

A apresentação em Lisboa


Depois de amanhã será a apresentação em Lisboa do '22 olhares sobre 12 palavras', na Livraria Barata na Av.de Roma, pelas 19h30.

Estão todos convidados, obviamente.
Até lá.

6 comentários:

A. João Soares disse...

Minha querida,
O horário e a distância não são favorável à minha presença. Estarei contigo em espírito, o que te não aconchega mas a mim dá algum alívio.
Muitos beijos
João

Graça Pires disse...

Tenho pena que por motivos de saúde não possa ter ido. Para vos conhecer... Um beijo Paula.

Maria Clarinda disse...

Infelizmente na sexta não posso estar presente Shuinfffff!!!!!Mas para a semana espero estar contigo...Jhs muitosss!

Odele Souza disse...

Desejo muito sucesso para este evento. mando daqui o meu carinho.

xistosa - (josé torres) disse...

Aqui no Porto, a 22, não soube.
Soube a 24, estava internado no Hospital de S. João.
Por um familiar muito próximo do director Municipal de Cultura, ( Raul Matos Fernandes, Dr.???)

Por isso não tenho aparecido.
O mundo abateu-se de repente e sem contar sobre mim.
Numa prova de esforço, em tapete rolante, de rotina, como faço anualmente, os "arabescos impressos", não eram o que deveriam ser.
Mandaram-me para o m7cardiologista.
Queria ...

Mas eu que tenho medo de voar, tinha passagens pagas para Manchester, para visitar o m/filho.
Fui à minha livre condição de cidadão livre ...
Fiz exames e parece que eram idênticos.
Os sintomas eram de ter feito um enfarte, mas as análises ao sangue não o confirmaram ...
Eu nunca senti nada.
Só sei que me fizeram, depois de voltar, um cateterismo e em meados de Janeiro, (não miados - não é brincadeira, é que sei mesmo ladrar. É a minha 3ª língua!), como dizia, em meados de Janeiro vou "à faca".
Um bypass, ou dois.
Um para o tinto e outro para a cerveja.
Alemã de preferência. Que as portuguesas e espanholas têm muito gás e na minha idade ...
(estou a escrever sobre cervejas ...)

Agora vou tentar aparecer.
mesmo cheio de sono.
Durmo 12 horas e quando me levanto tenho mais sono que ao deitar.
Se me sento para ler o jornal, adormeço.
A vida leva-nos num relâmpago o ânimo e deixa uma sombra no seu lugar.

Sobreviverei!!!

De Amor e de Terra disse...

Olá Paula, bom dia!
Espero e desejo que a vossa apresentação seja um êxito, tal como o foi cá no Porto.
Desejo também êxitos (mutos) para o(s) teu(s) livros.

Um beijo enoooorme da

Maria Mamede