quinta-feira, 16 de outubro de 2008

Traços


O traço do teu desenho
denuncia
a doçura da tua voz,
aquele encanto
encoberto
no cinzento do lápis.

Pinto-te a aguarela
sobre o esboço
que de ti transparece,
em contraluz
as linhas tomam vida
e sorriem em mim.


Lido esta noite em S.Domingos de Rana pela Maria Clarinda. Obrigada, és uma querida!

Foto: Viajantis

15 comentários:

Graça Pires disse...

Com o cinzento do lápis se escreveu o poema-pintura em contraluz. Simples e sensível.Um beijo Paula.

Pedro Arunca disse...

Bom dia!

Depois de ter passado a noite sobre umas tortas linhas, encontrei o teu fino traço e pedi luz ao candeeiro. Sua Excelência nem se dignou a responder. Não me importo, o dia já nasceu há muito e se luz não houvesse lá fora, tenho a "contraluz" do teu poema que, embora pequeno, parece um pirilâmpago(r)!!!
Beijos..............ZZzzzzzzzzzzz.....

(r) Palavra a registar no HMLP

Graça Pires disse...

Paula, sabia que ias reparar nas romãs... Um beijo.

wind disse...

Bonito.
Beijos

Carla disse...

traços de um sorriso em aguarela
beijos

Eduardo Aleixo disse...

Poema: rosto lindo
traços finos
elegantes
suaves
femininos.

Beijo.

EA

© Piedade Araújo Sol disse...

e com o cinzento (uma cor menos alegre) se fez um sentido poema.

um beij azul

peciscas disse...

Entre a poesia e a pintura há ligações íntimas e profundas.

Maria Clarinda disse...

E que linda deve ter ficado a aguarela...
Jinhos muitos

Je Vois la Vie en Vert disse...

Querida Paula,

Que prazer ver este belo "traço" ao som desta linda música !

Beijinhos verdinhos

Thiago disse...

Que bonitas estas palavras...tocaram-me bastante. Um beijinho de terras barceloninas

Maria Clarinda disse...

Conhecer-te pessoalmente, abraçar-te, foi tão gratificante e tão lindo!!!Ler o teu poema foi uma honra para mim....e a homenagem que consolidou o n/encontro.
Jinhos mil

xistosa - (josé torres) disse...

Parece-me que já aqui o expressei.
Sou um apaixonado por, (algumas), aguarelas.
São a doçura e a indelével passagem do pincel.

António Sabão disse...

Um belo poema! :)

Beijinhos

Menina_marota disse...

Na simplicidade das palavras existe a MAIOR beleza!

Bj