domingo, 9 de setembro de 2007

Não

Não fico e não vou,
Não gosto e não desgosto,
Não faço e não desfaço,
Não chego e não parto,
Não quero,
Não sei,
Não lembro e não esqueço,
Não sou.

6 comentários:

wind disse...

Boa descrição de quando se é nada.
Beijos

Lumife disse...

Motivo de força maior obrigou a uma ausência não prevista.

Voltarei aqui para melhor ler os teus trabalhos.

Beijos

GarçaReal disse...

És ...Claro que és.......

bjgrande

António disse...

Querida Paula!
Poema mais "negativista" é difícil fazer.

Beijinhos

Um Momento disse...

Sim, cheguei aqui
Sim gosto de te ler
Sim vou sorrir para ti
Sim , gostava que sorrisses comigo
Sim... estou aqui
Sim lembro de não esquecer
Sim sou eu...
Sim... estás aqui
ès tu... sim

Beijo... sim... em Ti
(*)

J.G. disse...

Paul:
sugiro-lhe que leia antes o poema assim:

SIM

fico e vou,
gosto e desgosto,
faço e desfaço,
chego e parto,
quero,
sei,
lembro e esqueço,
sou.

Que acha?!

Um abraço.