quinta-feira, 20 de setembro de 2007

Loucamente

Louca de desejo
espero-te semi nua
para que saboreies
esse prazer de me despires
lenta, suave e brutalmente
até não saber mais de mim.

10 comentários:

José Gomes disse...

Dei por mim a visitar os teus cantinhos, este e "Páginas". Não quero analisar os teus poemas... quem sou eu para fazer isso? Sei que gosto do que escreves, que sinto a ternura que pões nas palavras, sorrio com a maleabilidade que imprimes ao teu pensamento, ao que te vai no coração, ao carinho que procuras...
São poemas pequenos, mas tão cheios de doçura... obrigado por os teres partilhado.
Fico feliz quando visitas a minhas "casa"...
Que tenhas um bom fim de semana.
Um abraço,
José Gomes

(Parece que estou com dificuldades em deixar o comentário).

Nilson Barcelli disse...

"... lenta, suave e brutalmente..."
É a loucura... no poema, claro...
Gostei.
Beijinhos.

J.G. disse...

Entre o suave e o brutal, nada existe?

um abraço.

A. Jorge disse...

Eroticamente fantástico!

Abraço

Jorge

http://vagabundices.wordpress.com/

Amaral disse...

Loucura de desejo ou sabores adornados de prazeres escondidos?
A entrega é a confiança que não espera reparos...

Um Momento disse...

E o desejo impera
No prazer da sedução

Beijo em ti
(*)

wind disse...

Um erótico "brutal":)
Beijos

António Sabão disse...

Paula, não queria deixar de passar por aqui e deixar-te um grande beijo!
Um óptimo Fim de Semana! :)

poetaeusou . . . disse...

*
huáuuuuuuuuuuuuuu
*
stom azuliiiiiiiiiiiiiii
*
buzios repletos de ais . . .
*

António disse...

Erotismo intenso e rápido!