quinta-feira, 13 de setembro de 2007

Doçura

Tão doce o teu sorriso,
espalha-se em redor
um terno carinho
de saudade,
tão doce o cheiro
do teu corpo
prolonga-se subtil
nas minhas veias
mais uma vez
e volto a cantar
nas voltas de um abraço,
no espelho das palavras
que dizemos e calamos,
enquanto a música
continua a tocar
só para nós.

16 comentários:

wind disse...

Bonito:)
beijos

Papoila disse...

Que a música não pare nunca de tocar...para vós!

Beijos
BF

david santos disse...

Belo!
Abraços.

Entre linhas... disse...

Doces palavras cheias de carinho,o toque de seda do corpo embrenhado no doce espelho das palavras.
bjs Zita

Amaral disse...

Um poema onde a paz mostra a sua face e sorri na doçura dum carinho.
Cantar estas palavras cria um ambiente de festa e o universo, ele também, abre um sorriso para ser tocado.
Se a doçura falasse, era esta a sua voz, era este o seu hino, entoado no silêncio de quem sente.

Peter disse...

É com satisfação que leio os teus poemas denunciadores de um novo estado de espírito?

P.S.- Obrigado pela visita.

Palavras ao vento disse...

Belo sentir!

Que a música nunca deixe de tocar!

Beijos


Maria

Anónimo disse...

A doce musica no peito dos amantes.


Bjs.

Ana

MARTA disse...

Bom sentir a ternura, a felicidade nesta música....
Esquecer a saudade e cantar sempre...
Obrigada pela visita - bom fim de semana.
Beijos e abraços
Marta

saisminerais disse...

Ai Paula Paula, quando é que deixas de encantar?
Estive na tua terra e quis-te ligar, mas como não podia deixar de ser teu numero mudou, tua vida mudou pelo que adivinho destes ultimos poemas teus!!!!!
Feliz por ti amiga, continua a ser essa mulher bela e de humor imenso...
Deixo-te aqui um poemasito meu.
_______________________________
poema meu 13-09-07



Nada é sabido à nascença
Tudo aprendemos no caminho
Seguimos nosso destino
Agradecemos ao divino.
Caimos milhares de vezes
Mas levantamos de novo
E pelo que aprendemos
Nesse trilho crescendo
Banimos a fúria do povo.
A.F.

http://i121.photobucket.com/albums/o207

/bicfomh/gg01/parati/parati005.gif

Beijãoooooooooooooo

as velas ardem ate ao fim disse...

Gostei muito do teu sentir.

um doce fs para ti

Vieira Calado disse...

A comunhão absoluta: a música a tocar só para dois enamorados!
Parecendo que nada mais há.
Muito bem.
Beijinhos.

Lumife disse...

HOje sim arranjei um tempinho para sentir as palavras que nos envias...

Gostei, aliás já tinha essa sensação quando de fugida te tinha lido.

Doçura de poema que nos envolve.

Beijos de bom fim de semana

Delfim Peixoto disse...

Quem assim musica, assim ama!
Lindo

António disse...

Paulinha!
O eterno tema da saudade muito bem tocado (ou cantado).
Beijinhos

Um Momento disse...

E a musica toca
E o sorriso dança
E a melodia invade a mente
E o coração sente
Beijinho de noite serena :))
(*)