terça-feira, 25 de novembro de 2008

Grafite


Desenhas-me a grafite
no teu corpo
e o desenho torna-se
aguarela intempestiva
tornado e apoteose
e o simples líquido
da paixão
e todas as cores do arco-íris
de nós
que sobrevoam o mar
e se deitam
num louco gotejar de aromas...


Foto: Viajantis

14 comentários:

Viajantis disse...

o sublimar de um momento de loucura espontânea...

Verdinha disse...

A arte envolvida com o amor.
Lindo, Paula !

Beijinhos verdinhos

PreDatado disse...

Um apaixonado e bem cheiroso tatoo.

Isabel-F. disse...

maravilhoso ...


beijinhos

Um Momento disse...

Quanta cor linda nesse arco iris

Beijo

(*)

De Amor e de Terra disse...

Sensual e forte; MUITO BOM!

Beijos

Maria Mamede

wind disse...

Belo.
Beijos

Nilson Barcelli disse...

Estou a gostar muito desta tua fase poética.
Há algo de novo que não sei bem precisar. Talvez seja o tom. Ou será que te apaixonaste...?
Beijinhos.

FERNANDA & POEMAS disse...

Olá querida Paula, belo poema com um toque subtil de sensualidade...
Adorei e a foto também... Linda!!!
Beijinhos de carinho e ternura,
Fernandinha

Amaral disse...

Um desenho singular, crivado de cores onde a paixão sobressai no gotejar dos aromas...
Aguarela intempestiva...

LuzdeLua disse...

há algo maior ou melhor que o amor?

"Mesmo que as pessoas mudem e suas vidas se reorganizem, os amigos devem ser amigos para sempre, mesmo que não tenham nada em comum, somente compartilhar as mesmas recordações."
Vinícius de Moraes

Passando, deixo-te um abraço amigo

Graça Pires disse...

Todas as cores do arco íris a iluminar as palavras.
Um beijo Paula.

© Piedade Araújo Sol disse...

grafite que passa a aguarela..e depois o arco-iris.

muito belo...

beij

vida de vidro disse...

E as cores explodem no poema. Belo! **