quinta-feira, 21 de fevereiro de 2008

Esse dom

Se eu tivesse o dom
especialíssimo de te poder ouvir
sei que já me terias falado
de coisas que eu ainda não sei
e que me terias ralhado
por outras coisas que eu sei
e ao contrário as desmancho.

Já me terias falado de amor
e de tanta coisa que ficou por dizer
desde aquela manhã em que partiste
e me avisaste e eu não percebi.

E porque não tenho o dom de te poder ouvir
nem de perceber o que me avisaste
eu fico à espera que um dia a tua voz
consiga chegar até mim...

16 comentários:

wind disse...

É a voz que não chega ou tu que não queres ouvir e aceitar?:)
Bom poema:)
Beijos

Menina_marota disse...

Quantas vezes nos recusamos a ouvir e a aceitar aquilo que está dentro do nosso coração...e no dos outros também!

E quantas formas não existem para se falar de amor, para lutar por ele?

Não fiques à espera... arrisca e toma tu a iniciativa, quem sabe, não seja esse pequenino gesto que falte?

Um abraço carinhoso e tudo de BOM ;))

© Piedade Araújo Sol disse...

Poema muito terno.

e um dia as vozes ainda se farão ouvir, basta querer..

Carla disse...

Ainda bem que voltaste e acredito que conseguirás ouvir essa voz, se quiseres, pois tens sensibilidade para isso

TINTA PERMANENTE disse...

O dom é prender as palavras com a sonoridade da Poesia!...

abraços!

Å®t Øf £övë disse...

Paula,
A dor da ausência, e do que ficou por dizer, doi... doi... doi... e doi...
Beijinhos.

poetaeusou . . . disse...

*
paulinha,
,
eu jogo no silencio,
,
ji "mural"
,
*

Amaral disse...

Fica sempre muita coisa por ouvir, quando o mar leva o navio com as palavras que não foram ditas...
O dom está sempre presente.
Só que o ruído do pensamento não o deixa chegar inteiro à voz de quem sente...

Paula Raposo disse...

Porque faz amanhã, dia 23, vinte e um meses que me deixaste...fica a lembrança do meu poema por mais alguns dias e a minha profunda saudade.

A. João Soares disse...

A separação de um ser muito amado deixa dor, cria a saudade e, por vezes se esta não for bem gerida tolhe a existência.Mas tenhamos fé em que além de corpo somos espírito e estamos em todo o lado e conseguimos «ouvir» essas vozes, ou o que elas diriam se chegassem aos nossos ouvidos.
Sinto-me feliz por ver a Paula de novo aqui a lutar diariamente. Desejo boa disposição e alegria, para quem tanto prazer virtual nos dá.
Beijos

Isabel-F. disse...

muitas vezes não queremos ver o evidente ...


belo poema. parabéns.
_______________________


e que bom ter-te de volta. acredita que tive saudades tuas.

beijinhos e bom fim de semana

efeneto disse...

Hoje, não deveria ter acordado.
E começa a ser ridícula toda esta impossibilidade de opção.
Alguém nos perguntou se queríamos ter nascido?
A resposta agora também pouco interessa.
Mas hoje, eu deveria ter direito a dizer que não, não me apetece abrir os olhos e ver um qualquer pormenor magnífico, um qualquer momento raro.

Hoje nada me delicia e muito menos sacia.
Mas alguém me dá o direito de não ser eu por 24h?
De nascer para uma qualquer vontade maior longe deste corpo morto e fétido?

Devia poder dar-me esse direito, esse propósito.
Mas desde quando o que deve ser o é de facto?
Raras são as vezes e sempre pouco oportunas.


Então deixem-me dormir...E amanhã de manhã, ao primeiro raiar do sol, perguntem-me baixinho:

- " Então pequeno, sempre quer nascer hoje para o mundo? "

Quem sabe talvez assim, com jeitinho, se levante a força e se cerrem os punhos para a batalha constante da vida e para a guerra eterna que mora em nós.
Mas de certo nasceria novamente para lhe desejar um fim-de-semana com aquilo que mais deseja.

Até amanhã.

Belo como sempre...ficamos felizes pela volta. Beijo.

Teresa David disse...

Outro lindo poema na linha de qualidade a que nos habituaste.
Bjs e bom fim de semana
TD

**Je Vois la Vie en Vert ** disse...

Belo texto onde transparece a dor.
"Avisaste-me e não percebi"
Ah, si j'avais su...mais avec des si on pourrait mettre Paris en bouteille, dit-on en français.
Se eu soubesse, tinha feita cópia das minhas postagens e não tinha perdido tudo !

Desejo-te um bom fim de semana
Bisous verts

AcidoCloridrix disse...

Uffff,,, ainda bem que resolveste suspender essa pausa,,,, que bom te ter de volta,,,, podes não ter o dom de ouvir palavras ditas de viva voz,,, mas estou certo que tens esse dom de senti-las, e te exprimires com tudo que sentes,,,, beijooooo,,,, HCL

Paulo Silva disse...

Bonito,forte e intenso.
Muito bom, como são todos.
Tens um prémio No meu novo blog.
http://opoetananoite.blogspot.com/