domingo, 21 de outubro de 2007

Tempo

Tempo de ficar
hesitante
nas portas
que se abrem
de par em par...
em lugares comuns
reflexões.

Extasiante
extasiada
semi estática
perdida
no nada
intemporal.

6 comentários:

Ana Patudos disse...

Extasiada, aqui venho beber nas tuas palavras, como se mata-se a sede que nos absorve o líquido que nos faz mover dia-a-dia.Desejo-te uma boa semana
Ana Paula

wind disse...

Gosto do jogo de palavras.
beijos

António Sabão disse...

Feliz quem o consegue encontrar palavras para explicar sentimentos...Lindo!
bj

lena disse...

doce e bela poeta

senti-te neste momento, estavas a postar e eu a ler-te como sempre faço no meu silêncio habitual

e não consegui ficar indiferente sem te dizer que é um prazer ler-te, que continuas a encantar-me com a tua poesia

ausente mas presente como sempre

abraço-te muito, com doçura, com ternura e com uma grande admiração.


beijinhos para ti num tempo sem tempo


lena

Lumife disse...

Também me sinto hesitante em comentar as palavras que partilhas connosco...

Mas que gosto isso gosto.

Beijos

viajante disse...

Tempo de reflexão.