domingo, 7 de outubro de 2007

Margem

Margem limiar
limbo da vida
aguaceiro contra o tempo
desordem caótica
em mim...

13 comentários:

Lumife disse...

Voltei mas achei algo estranho nas tuas palavras...

A vida é tão bela.

Anima-te que o sol ainda brilha...


Beijos

António Sabão disse...

Que se passa? Algo vai mal?
bj

Ana Patudos disse...

Deixo-te um beijinho, sem margem...
Ana Paula

ARTEMINORCA disse...

A desordem também tem ordem... É só encontrá-la!! Beijinho, Lu

In Loko disse...

Há tempestades nas margens do lago do teu EU Paula... vê se te abrigas dessas fustigações... e a ordem, a acalmia voltará com certeza!

Beijinho e sorrisos pra ti!

poetaeusou . . . disse...

*
margem,
unida ponte,
acha-a . . .
*
jino
*

Um Momento disse...

Hum...
Trago uns miminhos...
Estão em desordem...mas te os ofereço com carinho
vamos abraça-los??
Beijinho em ti
(*)

peciscas disse...

A nossa vida, por vezes, é um tanto sinuosa.
Tão depressa estamos junto às margens, como conseguimos voltar a navegar , bem no centro da corrente.

wind disse...

Às vezes estamos assim.
beijos

António disse...

Paulinha!
Poucas, mas lindas e eloquentes palavras.

Beijinhos

Betty Branco Martins disse...

Olá Paula

______que belas as tuas "romãs"

Beijo com carinho

Luz&Amor disse...

Deixo-te um beijo e bons desejos pra semana. Erga-se... Lá adiante está a esperança a te dar as mãos e te conduzir novamente.
Bjs

rouxinol de Bernardim disse...

Paula Raposo é uma estrela já cintilando há muito neste universo da blogosfera. Mas vai luzindo de forma tão intermitente... será um SOL em gestação?!