domingo, 9 de agosto de 2009


Fácil é ficar aí
olhando a planta
que nasce e cresce
e nos faz acreditar
no futuro.

Muito fácil estar aqui
e saber do verde, verde
e dos contornos
simples
da esperança...


Contra o habitual, a foto foi tirada por mim(!).

30 comentários:

Chica disse...

Linda tua reflexão e também a foto.beijos,tudo de bom,chica

peciscas disse...

Quando contemplamos a natureza, com a calma e paz e interior que esse acto nos deve despertar, é bem verdade que acreditamos mais no futuro. Porque sentimos que a regeneração é possível.

Kim disse...

É nas coisas simples, como esta planta, que nascem todas as esperanças do mundo.
Podes continuar a fotografar. Estás aprovada!
Beijinhos Paola

Jaime A. disse...

Gostei da foto e ainda mais do poema.
Boa semana!

AFRICA EM POESIA disse...

PASSEI E DEIXO...



CRUZAR

Cruzar letras...
Formar palavras...
E deixar no ar...
Dúvidas e certezas....
As letras têm...
Essa magia...
Basta que nós...
Sintamos a vontade...
De escrever ,de cruzar...
De formar palavras...
De partilhar tristezas e alegrias...
Só assim...olhámos e sentimos ...
Que muitas vezes...
Mesmo sem querer...
Fizemos poesia...


LILI LARANJO

Ana Martins disse...

Lindo Paula... gosto muito de a ler!

Beijinhos,
Ana Martins

Maria Clarinda disse...

(...)Fácil é ficar aí
olhando a planta
que nasce e cresce
e nos faz acreditar
no futuro.(...)

e...nada é fácil afinal assim...os olhos por vezes tentam iludir-nos..e não podemos acreditar neles...pois nem tudo o que pareçe é..e só se vê bem com o coração...
Jinhos Paulinha
A foto está linda...marco de um dia especial!

alice disse...

a tua poesia faz pensar que as coisas simples ainda são possíveis nesta vida tão complicada... beijo

Mona Lisa disse...

Olá Paula

Amei o poema.

Comtemplar o verde, pensando no futuro...

O verde da esperança!...pois é a última a perder!

Bjs.

mfc disse...

natureza é simples... sigamos-lhe o exemplo!

wind disse...

A esperança é a última a morrer.
Bonito poema:)
Beijos

prafrente disse...

Fácil, fácil...nada na vida é fácil.Tudo na vida é belo mas não é fácil.Para olhar a beleza da planta e os belos contornos da natureza que nos falam da simplicidade da esperança é preciso subir a serra, saltar os barrancos, escorregar nos valados...e manter o sorriso...

Beijo grande

Justine disse...

Difícil será talvez ajudar a planta verde-esperança a crescer...

Eduardo Aleixo disse...

Concordo com a Clarinda. Para além disso, a planta e a flor não percebem a palavra fácil. Nem a difícil. Nem nenhuma. Elas, as plantas, e as flores, simplesmente... são. Boa semana, amiga. Gosto sempre de te ler, mas às vezes tenho de dar razão às flores. Bom, mas como tu és uma flor!...Ah! E ainda por cima fotógrafa. De gabarito!

leonor costa disse...

A vida é feita de coisas simples. Umas folhas podem contar-nos uma história! Lindo, como sempre, Paula!

Voltei depois duma ausência um pouco longa.
Deixo um beijo

HOJE E AMANHÃ

Maria disse...

Paula:

Bonitos foto e poema.

Para si:

Belo é ver nascer seja o que for
Desde a criança até à simples flor,
Desde um rio ainda só nascente,
Brotar da terra e logo ser corrente.

Beijinho

Maria Emília disse...

Há que continuar a tirar mais fotos destas. Promete.
Gostei dos comentários que deixou no meu blog. Obrigada por ser quem é e pelo impacto que as suas palavras vão certamente ter em muitos dos que as lerem.
Um beijinho,
Maria Emília

© Piedade Araújo Sol disse...

a simplicidade da natureza, transparece no poema e na foto.

eu gostei!

beij

Angela Guedes disse...

Oi Paula!!!
Sua reflexão e linda e sensata... Suas palavras nos estimulam ao mundo melhor.
Beijinhos
Ângela

EDUARDO POISL disse...

De tudo ficaram três coisas...
A certeza de que estamos começando...
A certeza de que é preciso continuar...
A certeza de que podemos ser interrompidos
antes de terminar...
Façamos da interrupção um caminho novo...
Da queda, um passo de dança...
Do medo, uma escada...
Do sonho, uma ponte...
Da procura, um encontro!

Fernando Sabino

Hoje passei pra deixar um poema para refletir e desejar uma semana linda com muito amor e carinho.
Abraços.

Rafeiro Perfumado disse...

Desculpa, mas não é nada fácil. Estou cheio de calor, engravatado e a meio de uma estatística stressante, difícil é aguentar não mandar tudo ao ar e ir a correr para ali! ;)

Beijoca!

Amita disse...

Olá Paulinha

Tudo parece tão fácil... tão ao alcance da nossa mão.
Assim seja, assim se pense e assim se proceda para que o brilho da alvorada ou do anoitecer seja preenchido com as tonalidades amadas de todos os doces sorrisos.
Um bjinho grande e uma flor para ti da
Amita

Ana Patudos disse...

Olá Paula
A Natureza e as Palavras em plena sintonia, amei.
Fica bem
Ana Paula

jawaa disse...

Então parabéns a dobrar...
Abraço

Thiago disse...

Gostei dos contornos e da foto! beijo grande minha querida

Viajantis disse...

...bonita foto...e a reflexão tambem.
é bom ver o que nasce e cresce, mas melor ainda é participar no crescimento da coisa....

Gui disse...

Um raio de optimismo e esperança. As plantas continuam a nascer e a crescer. Não há motivo para descrenças. Um beijo grande, Paulinha.

pin gente disse...

tens que começar a fazer hábito do que não é habitual.
um abraço
luísa

Sofá Amarelo disse...

E a foto tem o aroma das florestas de contornos simples mas fortes...

jawaa disse...

É bom que se vá tornando habitual porque tens mão...