domingo, 2 de agosto de 2009

Água


Se é o começo
do mundo
o mar ouviu
a história simples
da água...

nasce outra esperança
ou a memória reconhecida
de afectos

num prefácio
de imprevisíveis
aventuras.


Foto: José Arroteia

23 comentários:

prafrente disse...

Como eu te compreendo !!!
Os afectos são condição "sine qua non" para uma evolução psicológica que nos transforma e nos transporta aos píncaros do prazer da existência humana.Ou seja, age por dentro e isso nota-se por fora!!!

"Imprevisiveis aventuras"...gosto disso.Tais como fechar o carro com as chaves lá dentro...encontrar o pneu furado...ahahahah...

Beijo grande

Eduardo Aleixo disse...

Águas!
Gosto.
Gosto das águas calmas e correntes.
Tiveram tempo.
Tempo de falar com os peixes,
Com os fundos arenosos,
Os seixos....
Etc..
-------------------
É um poema meu sobre as águas.
Transparentes,
----------------------
Um dia vais ler.
---------------------------
Aproveita o Verão e ouve
A sua canção.
A canção das águas.
Trazem paz....
Ao coração.
~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~
EA

Mona Lisa disse...

Olá Paula

Uma fugidinha para vir ao teu cantinho.

Mais um belo e suave poema.

O mar e as imprevisíveis aventuras!

Um sonho!

Bjs.

wind disse...

Bonito.
Beijos

FERNANDA & POEMAS disse...

QUERIDA PAULA, UMA BONITA FOTO PARA UM SUBLIME POEMA... FIQUEI FASCINADA... ABRAÇOS DE CARINHO,
FERNANDINHA

Maria Emília disse...

A história da água é seguramente uma grande aventura de esperança em esperança.
Um beijinho,
M aria Emília

heretico disse...

musical e belo. como o marulhar das ondas.

gostei muito.

beijos

Å®t Øf £övë disse...

Paula,
Estamos em época de aproveitar o bom tempo e dar diversos mergulhos no que tu chamas de "o começo do mundo"... o mar. Bom mergulhos.
Beijinhos.

Laura disse...

Olá.
Só pode ser o começo do mundo, aquele mundo onde se partilha a felicidade, o amor, a paz, porque o mundo só é mundo, quando tudo isso acontece...
Um abraço cheio de carinho, da laura..

Kim disse...

A água e o fogo são o verdadeiro prfácio da vida!
Beijinhos Paola!

Ana Martins disse...

Olá Paula,
Água, gosto sim e muito, porque água é vida!

Bonito o seu poema, aliás como sempre.

Beijinhos,
Ana Martins

© Piedade Araújo Sol disse...

gostei do poema.

simples.

gostei da foto!

apetece mergulhar nela.

beij

mfc disse...

Tenho uma ligação muito especial à água... que tu descreveste muito bem.

Nilson Barcelli disse...

Gostei.
Beijos.

Maria Clarinda disse...

(...)nasce outra esperança
ou a memória reconhecida
de afectos (..).

Lindo este teu poema, neste pedaço está tudo aquilo que deve ser...a esperança...os afectos.
Jinhos mil

Clotilde S. disse...

No princípio era o nada e o verbo pairava sobre as águas.

Águas, a energia primordial da Vida.

Intensas, vivas, profundas e belas como as águas do teu poema.

Um abraço longo,

Clo

peciscas disse...

A vida começou no mar.
E, quando começou, não se podia adivinhar até onde iria...
Quando tal, chegámos nós.
Por isso, este fascínio pelas águas.

Sonia Schmorantz disse...

A água é para o mundo, o que o amor é para nossa alma...
beijos

Graça Pires disse...

As águas dos rios do mar de todas as paisagens líquidas a percorrerem a memória dos afectos. Muito belo Paula. Um beijo.

BlueShell disse...

A água....fonte de Vida...geradora do Ser...
Lindo e linda a foto, fresca que faz apetecer a gente molhar-se também.

Bj
BShell

poetaeusou . . . disse...

*
o mar
quando bravio,
tem dores,
as dores
da nossa origem,
a razão
de renascermos
quando nele mergulhamos,
,
jino
,
*

Vicktor disse...

Querida Paula

Sem dúvida que no mar se sente o princípio dos tempos e a eterna capacidade de renovação...

Sempre chega a sétima onda para o ciclo recomeçar, cada vez mais belo... o mar cumprirá um dia a sua missão de dar beleza ao pensamento humano...

Beijinho.

Viajantis disse...

e vivam as aventuras imprevistas!!!!