domingo, 4 de outubro de 2009

Até mim


Poderia abraçar-te num sorriso
e sentir-te a respiração
se estivesses onde eu estou

se percorresses
todo o caminho até mim

eu poderia beijar-te
e sentir-te a pele
dentro da solidão

se tu soubesses
onde me encontrar...


Foto minha.

33 comentários:

Chica disse...

Tudo lindo,Paula! Versos e foto!beijos, lindo domingo,chica

Mona Lisa disse...

Olá Paula

Senti meu...o poema!

Bjs.

Lisa

Osvaldo disse...

Paula;

Tenho notado a grande capacidade da Paula para a fotografia é ultimamente tem aliado aos belos poemas, isso é natural, belas fotos suas que os têm acompanhado.

Parabéns.
bjs,
Osvaldo

wind disse...

Lindo!
Beijos

Angela Guedes disse...

Oi Paula!!!!
Esse texto é lindo demais, você estava muito inspirada, e a foto com o belíssimo céu azul que retrata o momento está magnífica.
Belíssimo momento em que tiras-te esta foto.
Parabéns!!!
Beijinhos
Ângela

FERNANDA & POEMAS disse...

QUERIDA PAULA... TUDO BELO POR AQUI!!!
ADOREI O POEMA E A FOTO...ABRAÇOS DE AMIZADE E CARINHO,

FERNANDINHA

Justine disse...

Mas se são linhas paralelas, como encontrarem-se?

Eduardo Aleixo disse...

Sou o Gwyn, sou cão, hoje é o meu dia, vi a tua fotografia, parecem riscos de avião, e ao meu lado está a Lai-si, gata manhosa, maluca, diz que estiveste na piscina, ela, gata, não gosta de águas, eu, sim, se te visse no tanque atirava-me, xiu, não posso falar, vem aí o chefão, o meu dono, com o gato velho ao colo, o Novelo, e vamos todos agora festejar, é o nosso dia, mas agora que o dono não ouve te digo: atirava-me,sim, que sou cão atiradiço, ih, ih, aliás, ão,ão,ão...

Kim disse...

Certamente que saberá onde te encontrar. E não consegues evitá-lo!
E as férias?
Beijinho Paola

Ana Martins disse...

Olá Paula,
este é talvez um dos seus mais lindos poemas, e olhe que gosto de todos!

Beijinhos,
Ana Martins

EDUARDO POISL disse...

Linda poesia com uma lindíssima foto.
Abraços

entremares disse...

Olá Paula...

Mas... não é verdade que os caminhos têm sempre uma direcção... e dois sentidos?

E a busca... pode percorrer-se nos dois sentidos, não pode?

Beijos.
Rolando

tulipa disse...

Como sabes Paula, tenho andado ausente e por isso, vim cá hoje e andei por aqui, deixando-me levar ao som desta suave música, bebendo do cálice de tuas tão sábias palavras e, notei hoje que as mesmas são associadas a fotos tuas. Parabéns!!!
Grandes talentos ainda por desvendar...

Beijos de saudades.

Zé Al disse...

Lindo poema com muito coração,quem procura sempre encontra é só percorrer o caminho correcto!
Bonita foto!
bjs Zé Al

Gui disse...

Quem ama arranja sempre forma de encontrar a pessoa amada. Nem que tenha que voar nas asas do vento. Um beijo

Laura disse...

Olá, deixa cascas de tremoços plo caminho e ele encontra-te..guarda a cervejinha para o fim...ele aparece, ele quer, tu és a poesia em pessoa!...Beijinhos a ti, laura

O Faroleiro disse...

Paula,
As paralelas da foto sugerem-me vidas que não se tocam. Mas observando melhor a foto, as rectas não são estritamente paralelas mas sim concorrentes porque irão cruzar-se algures num ponto...
O seu belo poema é o transferidor que me permite calcular o ângulo do seu amor...

Parabens por esta magnifica publicação.
Bj

peciscas disse...

Quem não conhece o caminho para chegar até ti é porque não te merece.

heretico disse...

caminhos são por vezes inesperados...

gostei muito.

beijo

Jaime A. disse...

se te abraçasse, encontrar-te-ia, mas para isso teria de saber de tua respiração... :)

Lindo o teu poema, como sempre.

pin gente disse...

e porque não se aprendem as coisas mais simples?
um beijo, paula

▒▓█► JOTA ENE disse...

ººº
Oh Paulinha, peço imensa desculpa ter ido parar ao outro lado, felizmente os blogues continuam, fiquei algo confuso.

Posso apreciar a foto? simples mas objectiva.

Bjosss :)))

António disse...

O Algarve inspirou-te, Paulinha!

Beijinhos

joaninha disse...

numa relva verdinha,
é lá que me vais encontrar
é verdade boa amiguinha,
estou na relva para te encantar...

Gostou do poema a joaninha
por isso te vem saudar
minha boa e doce amiguinha,
com uns versos para cantar...

Paulinha! Gostei do teu poema muito sério, por isso desculpa os versinhos que te envio.
Um beijinho cheio de ternura da joaninha

Maria Clarinda disse...

A foto e o o poema lindo que escreveste fazem um conjunto magistral!
Parabéns Paula!!!

(...)se estivesses onde eu estou

se percorresses
todo o caminho até mim (...)

Vicktor disse...

Queerida Paula

Poema muito sentido e belo.

Beijinhos.

Mar Arável disse...

por vezes até nós connosco

temos dificuldades

Vamos tentar

LUA DE LOBOS disse...

cada vez gosto mais de te ler... e escreves que nunca te fartas::))
xi
maria

Graça Pires disse...

Quem se quer bem sempre se encontra, diz a sabedoria popular...
Gostei do teu poema e da fotografia.
Um beijo, Paula

AnaMar (pseudónimo) disse...

Por vezes, temos que nos esconder, pela necessidade que nos procurem...

Foto magnífica
Bj

© Piedade Araújo Sol disse...

sentido e com uma boa foto a acompanhar.

boa semana!

Sofá Amarelo disse...

Nem sempre o que almejamos está onde pensamos que está...

argumentonio disse...

oxalá cada um procure o que encontra!

;->>>