quinta-feira, 8 de outubro de 2009

Um lamento


O coração diz o que não sabemos colocar em palavras
porque elas ficam pequenas e vulgares
e todos dizem o mesmo

se o meu coração te ama
eu dir-te-ei as palavras mais belas
e aplacarei a tua mágoa
num simples gesto
de estar...

para que no meu silêncio
possa ser a luz
e as minhas nenhumas palavras
sejam
sempre
as do meu amor.


Foto minha.

28 comentários:

Clotilde S. disse...

Belíssimas as tuas fotos e fantásticas as palavras . Amei.

Beijo

Clo

Eduardo Aleixo disse...

Subscrevo palavras de Clo.

Mona Lisa disse...

Olá Paula

OH...se diz!

Diz e sente-as!

Bjs.

Lisa

Sonia Schmorantz disse...

Palavras de amor nunca serão vulgares, elas são lindas e sempre as mais esperadas...
beijo

Maria Clarinda disse...

Belo como sempre o teu poema.
A foto...linda!
Jinhos mil

antonior disse...

A linguagem escrita e/ou falada é uma ferramenta de comunicação deficiente. Sobretudo para comunicar emoções e afectos é tão limitada e frustrante...mas podes e deves sentir-te bem com a sensibilidade com que a sabes usar.

As águas estão serenamente agitadas, mas são límpidas e o fundo que se percebe através delas é tranquilo. Bela fotografia...

Beijinhos

wind disse...

Lindíssimo!
Beijos

Isa disse...

Já tinha saudades de vir aqui,mas ñ
ando muito bem.Vou mesmo estar uma semana a descansar.
Dizes-me como comprar o teu livro?
Beijo.
isa.

PreDatado disse...

E quantas vezes são indecifráveis as palavras do coração...

Fenix disse...

Sim... as palavras podem ser redutoras quando só se têm a elas para expressar emoções fortes, como é o amor.
Por vezes valem mais os silêncios, em presença, os olhares, os gestos...
Certo certo é que todas as formas de comunicação são necessárias para exprimir, o melhor possível, o que se sente, as emoções...
À falta de melhor, usem-se as palavras. Mais valem algumas palavras do que a ausência total de demonstrações das emoções.
As palavras podem ser redutoras, mas às vezes é a única forma de comunicação que se tem. Cabe-nos enriquecer as palavras, com forma, de forma a melhorar a sua capacidade de expressão.
BOAS PALAVRAS!

Beijinhos
São

mfc disse...

Quantas e quantas vezes não é preciso dizer-se nada!
Um mimo é tudo.

Ana Patudos disse...

Não há palavras.
adorei.
bjos
Ana Paula

peciscas disse...

Embora, muitas vezes, as palavras não digam de modo preciso o que nos vai cá dentro, tu consegues não deixar indiferente quem te lê.
E essa foto parece uma pintura. Abatracta mas vivamente colorida.

Jaime A. disse...

Não exprimo o amor através da palavra escrita, por isso, admiro(-te) por que o fazes.

Sofá Amarelo disse...

As palavras podem ser moldadas, escolhidas, substituidas... os corações não, batem na sua cadência e ninguém os pode substituir...

Justine disse...

A simultânea incapacidade de dizer e de calar o amor. Resta-nos a poesia, e tu sabe-lo!

Lumife disse...

Só hoje consegui colocar no Beja o anúncio do lançamento do teu novo livro. Problemas com a técnica que a minha "técnica" não domina...

Vou fazer os possíveis por estar presente.

Felicidades.

Bjs

tulipa disse...

HOJE faço uma homenagem à minha sobrinha Tânia do Bookcrossing, falecida em Março passado:

Minha querida, um “grande amigo” recente, também da blogosfera, mas já real, em Abril passado, já depois da tua partida para sempre da minha vida, fez o percurso “Caminhos de Santiago” ( conheceu-te através de mim, do meu sofrimento, da partilha de emoções) e, juntamente com os seus companheiros de caminhada rezaram por ti e fizeram uma oferta pela tua alma, deixando no local um símbolo e umas florzinhas do campo.
LINDO, não é?
Aqui estão duas imagens desse “momento”.
Faço-te homenagem nos meus dois blogues, neste "teu dia".

jawaa disse...

Sempre belas palavras e fotos cada vez mais lindas!
Um beijo

poetaeusou . . . disse...

lamentos
são silencios de luz . . .
.
jino,
,
*

Je Vois la Vie en Vert disse...

Lamento não saber usar as palavras como tu !

Beijinhos, amiga Paula

Verdinha

laura disse...

Realmente, apenas o coração sabe falar, e somente para quem o sabe ouvir, é que pelos vistos a maioria dos corações, nem sequer sabe escutar!...Um beijinho..laura

Sandra disse...

Quando eu voltar para Jaraguá. Dei uma fugidinha.
Com Carinho e bom feridão.
Muito obrigada pela visita

Sandra

mfc disse...

como dizes de uma forma linda aquilo que todos gostaríamos de dizer!!

Isabel Branco disse...

Paula

Poema e música ou música e poema ...o conjunto perfeito.

Andei...ando ainda, de mim mesma, perdida.

Saudade... Divido contigo o abraço. Está no meu blog, leva-o contigo.

Um beijinho.

Ana Martins disse...

Um doce lamento Paula!

Beijinhos,
Ana Martins

Viajantis disse...

Lindissimo!!!

ellen disse...

As palavras não são proporcionais à dimensão do sentir...

Beijinho