quinta-feira, 23 de abril de 2009

NU


Se te falar de amor
despida de palavras
que me dirás
da ousadia com que me visto?

Que pensarás
da minha nudez eufórica
ou da metáfora
com que cubro
o âmago de todas as questões?

Talvez te surpreendas
e te cales indeciso,
enquanto folheias
mais que distraído
o jornal desportivo.

Quando me souberes ler
poro a poro,
eu continuarei a falar-te amor,
mas com palavras vestidas
e entrelaçadas,
e só as despirei quando tu
quiseres estar presente,
num rasgo de loucura
tacteando o amor nu...


Foto: Viajantis

45 comentários:

Maria Clarinda disse...

(...)e só as despirei quando tu
quiseres estar presente,
num rasgo de loucura
tacteando o amor nu...

E mais uma vez desta vez a "tua loucura" me trouxe um poema maravilhoso.

Bonita a foto do Viajantis, bem adequada ao poema.
Jhs mtos.

Amaral disse...

Quando os teus poemas se escrevem de amor, as palavras parecem que crescem de euforia.
Há loucura e ousadia, vestidas e entrelaçadas, tal como, distraído, se folheia um jornal desportivo...

korrosiva disse...

Já me vou repetindo, mas não posso dizer nada mais do que simplesmente LINDO!! :)

beijinhoss

Agulheta disse...

Entrei e tentei não fazer barulho! A beleza da poesia com toques de finas letras,envolta na linda melodia...lindo muito lindo.
Abraço


Por favor o nome da melodia?

Sonia Schmorantz disse...

Que lindo este poema!
Um abraço

Viajantis disse...

...muito bonito, apaixonado e arrebatador...
um aviso, "quando me souberes ler, poro a poro...."

vício disse...

falar de amor tornou-se banal demais!
hoje em dia todos amam...
deve ser algum moda!

rouxinol de Bernardim disse...

Excelente abordagem da sensualidade com um toque de cetim nas palavras...

wind disse...

Bonito.
Beijos

Thiago disse...

O erotismo da tua poesia é muito especial e bonito...só te posso dar os Parabéns!!

um beijo especial só para ti

Odele Souza disse...

Passei para te ler e te deixar um abraço. Mais um bonito poema este teu.

Beijos.

Princesa disse...

A amizade é uma doce canção da vida...
E o amor da eternidade...
Bjinhos e um lindo dia,com uma semana cheinha de coisas boas...
Amor e Paz!!!

suco disse...

Há, no amor, essas fases de que fala, afinal, o teu poema.
Primeiro são precisas palavras. Muitas palavras.
Mas, aí, acho eu,paradoxalmente, ainda não sabemos ler o outro.
E, quando se chega a decifrar o texto que o outro é, deixam mesmo de ser necessárias as palavras.
E o amor fica nu. Mais despojado, mas mais intenso. Talvez mais louco, mas inegavelmente mais saboroso.

peciscas disse...

O comentário que vai assinado com o nick Suco, é, afinal, meu...

Å®t Øf £övë disse...

Paula,
Gosto de mulheres que falam de amor despidas de palavras, e que depois de entrelaçadas soltam essas mesmas palavras com toda a desenvoltura.
Beijinhos.

alice disse...

fizeste-me pensar que há palavras que nunca estão despidas... beijo, paula. gostei de ler.

Justine disse...

"Paraíso" a que todos aspiramos: que nos saibam ler. Mas poucos sabem dizê-lo como tu:))
Beijinho

Elcio Tuiribepi disse...

Oi Paula...nossa, que poema bonito, li o anterior e gostei também, vou até colar um pedacinho dele aqui...Um abraço na alma

Hoje desenho um barco
porque me apetece navegar,
mais logo desenho um pássaro
porque me apetece voar
e logo, logo eu desenho um sol
porque me apetece aquecer

Muito bonita a sua forma de escrever...bjo

pin gente disse...

uma belíssima loucura, a nu!

beijo
(amanhã terei o livro)

Angela Guedes disse...

Oi Paula!!!
Muito lindo seu poema.
Aqui tudo é de uma beleza sem igual os poemas, as imagens e a música.
Beijos amiga, e um fim de semana cheio de palavras entrelaçadas.
Angela

poetaeusou . . . disse...

*
paulinha
,
foto sugestiva,
e o poema ?
tem a tua alma !!!
,
um jino, linda,
,
*

ParadoXos disse...

quando me souberes ler - começarei a escrever!



poema exemplar com muita poesia dentro!


abraço fraterno!

j. monge disse...

que maneira mais bonita de dizer a alguém que levante o olhar...

beijo e bom 25!

Sonia Schmorantz disse...

A amizade é o conforto indescritível de nos sentirmos seguros com uma pessoa, sem ser preciso pesar o que se pensa, nem medir o que se diz.
(George Eliot)

Tenha um final de semana com muito carinho.
Um abraço

Silent Raven disse...

Belo e apaixonado... Fascinante.

Mona Lisa disse...

Olá Paula

Amei o teu poema...
Este é fabuloso...tocou-me...

Quando me souberes ler
poro a poro,
eu continuarei a falar-te amor,
............
........
.........
tacteando o amor nu...

Parabéns.

Bjs e bom fim de semana.

Lisa

Ana Martins disse...

MARAVILHOSO poema Paula!

Beijinhos e bom fim de semana,
Ana Martins

UMA PAGINA PARA DOIS disse...

Canção do dia de sempre

Tão bom viver dia a dia...
A vida assim, jamais cansa...
Viver tão só de momentos
Como estas nuvens no céu...
E só ganhar, toda a vida,
Inexperiência... esperança...
E a rosa louca dos ventos
Presa à copa do chapéu.
Nunca dês um nome a um rio:
Sempre é outro rio a passar.
Nada jamais continua,
Tudo vai recomeçar!
E sem nenhuma lembrança
Das outras vezes perdidas,
Atiro a rosa do sonho
Nas tuas mãos distraídas...
Mário Quintana

Meus votos de um excelente final de semana, junto
às pessoas que ama.
Um abraço do amigo

Eduardo Poisl

Isa disse...

Gostei.Aliás as tuas palavras,ao falar de amor são tão parecidas com
o q.vivi...
Bom fim de Semana.
Beijo.
isa.

Je Vois la Vie en Vert disse...

Esta nudez que pode ser interpretada de várias maneira é muito convidativa !

Beijinhos, amiga Paula

Verdinha

Nuno G. disse...

muito bonito... fiquei agradavelmente surpreendido pela tua poesia... vou andar por perto...

(www.minha-gaveta.blogspot.com)

mundo azul disse...

________________________________


...belíssimo!


Beijos de luz e um final de semana feliz, Paula...

___________________________________

jawaa disse...

Vestido de simplicidade, um belo poema a dizer muito.
Um abraço

pin gente disse...

... está a ver o filme "capitães de abril" e grita... liberdade, melancia! vitória...ehehe

vim fazer um convite:
http://bananaouchocolate.blogspot.com

beijos com aroma de cravo
luísa

pin gente disse...

daqui a umas horas já terei nas mãos o teu livro... aguardo a tua resposta, paula!

mundo azul disse...

_________________________________


...belo poema!!!


Beijos de luz e um domingo feliz...

___________________________________

tulipa disse...

OLÁ PAULA
TENHO ANDADO POR AÍ A DIZER QUE VOU ATÉ À INVICTA. Tenho recebido alguns incentivos de quem sabe que vou para tratar de algo que ADORO: FOTOGRAFIA.

O que tenho respondido é o seguinte:
Também eu espero ter uma boa estada na Invicta e os maiores sucessos!
Sobre o exemplo de vitalidade, de alegria, que parece que transmito, na vida tenho aprendido que nada se consegue sentada em casa à espera que venha ter connosco, além de que, não tenho feitio para estar parada!
Como costumo dizer muitas vezes quando sou "acusada" de estar horas sentada em frente ao computador, eu garanto que estou sim, mas sempre a tratar do meu futuro, pesquisando, contactando pessoas, enfim...e, o resultado está à vista, com esta minha ida ao Porto já tenho agendadas 3 reuniões para tratar de uma possível exposição das minhas fotografias.
O ditado antigo que diz: Parar é morrer!!!
eu concordo plenamente com ele, por isso, enquanto puder, não páro.

Deixo-te um grande beijinho.

BOM DOMINGO e excelente semana.

AMANHÃ é um dia muito ESPECIAL.

Cõllybry disse...

A beleza da palavras em braco nu, a musica que embala e nos delicia...

Beijitos

FERNANDA & POEMAS disse...

QUERIDA PAULA, SUBLIME POEMA... AMIGA!!!
BEIJINHOS DE MUITO CARINHO,
FERNANDINHA

Clotilde S. disse...

São assim os analfabetismos emocionais. Quando não nos sabem ler, não alcançam a nudez da nossa alma.

Belo o teu poema, querida Paula!

Beijo

Mariazita disse...

Este poema é especialmente lindo!
O amor nu, entregue à sua própria loucura...de amar.
Parabéns, amiga, estavas particularmente inspirada neste poema.

Beijinhos
Mariazita

Laudi Biten disse...

Olá!

Fiquei encanta com o seu blog!

bjs Laudi

De Amor e de Terra disse...

Muito belo Paula, parabéns.
Mas agora pergunto:- será que haverá um homem capaz da proeza de conhecer, profundamente, uma mulher?!

Beijo

Maria Mamede

inatingivel disse...

amor,
pela desnudez das palavras.

belo poema!


obrigado pela visita.

Paulo César disse...

Tirei hoje um tempo para percorrer diversos "campos de palavras" e até encontrei "romãs"...
Não é meu hábito, até por falta de tempo, pois o que publico, publico, fora de horas, no meu trabalho.
Mas valeu a pena! Por todos o que aqui li, mas de um modo especial por este "NU" que tudo revela!
Parabéns!
Vou te adicionar como favorito no meu blogue "No Chão d'Água".
Beijo
Paulo César