domingo, 14 de junho de 2009

Som


O vento entoa a música
bela de bem querer
e nós dançamos
nos braços um do outro
(como só um pode ser)
e elevamos a nossa voz
na prece desmedida
de uma canção de amor.


Foto: Viajantis

30 comentários:

Mona Lisa disse...

Olá Paula

Belo poema, como todos.

Li e ouvi a "sinfonia do amor".

Bjs.

Sonia Schmorantz disse...

Amigos são poemas…
Os verdadeiros amigos são a poesia da vida.
Eles enchem nossos dias de cores, rimas e risos,
nos seguram a mão quando caminhar parece difícil.
Mostram que mesmo em dias nublados o sol está no mesmo lugar,
e nos ensinam que a chuva pode ser uma canção de ninar
nas noites solitárias e vazias.

Um abraço em mais este final de semana, que tudo lhe
Seja bom...

Maria Clarinda disse...

E como esta prece desmedida nume canção de amor deve ser maravilhosa...ainda mais sendo o vento a cantá-la...

Mais um poema maravilhoso, Paula!
Um jinho

Kim disse...

E a chuva traz-me os momentos em que te espreito, nas palavras doces e fortes duma manhã que nunca mais clareia!
Bj Paola!

Graça Pires disse...

Dançar ao som do vento. Como se cantasses ou rezasses. Belo Paula.
Um beijo.

Angela Guedes disse...

Oi Paula!!!
Estou passando para deixar o meu abraço e avisar que tem um selinho esperando no meu blog, “Prêmio Mouse de Ouro”.
Até...
Beijos
Ângela

Viajantis disse...

...que bom que é dançar ao vento...e se a ele adicionarmos o ritmo das ondas do mar, num fim de tarde alaranjado....é a perfeita dança...

wind disse...

Lindo!
Beijos

Eduardo Aleixo disse...

Bonita canção para tão bela dança.

Isa disse...

Palavras e imagem lindas.
Dei lugar à minha imaginação,segui
as palavras,esvoacei,a música levou-me...Boa noite,querida Paula,
volto depois...
Beijo.
isa.

heretico disse...

belo e saboroso
como um bago de romã...

beijo

Jaime A. disse...

O amor é sempre lindo...
Gostei muito.

Angel of Light disse...

Venho dançar ao som dos teus sons...

deixo-te beijinhos de Amor e Luz em forma de melodias de encantar.

direitinho disse...

Lindo, a música do vento com uma dança de amor a dois.
É preciso estar preparado e atento para não perder essas oportunidades.
Boa semana

Clotilde S. disse...

A dança do amor na melodia de um belo poema.

Parabéns!

Beijos.

Clo

Maria Emília disse...

Olá Paula,
Que bem retradata está esta oração sem medida musicada pelo vento e cantada no abraço em que os corpos se fundem numa canção de amor.
Gosto muito de poemas que nos fazem sentir a felicidade.
Um beijinho,
Maria Emília

amigona avó e a neta princesa disse...

Um abraço...

poetaeusou . . . disse...

*
e o vento
dança entre preces . . .
,
bjis,
,
*

vício disse...

pelo que entendi, foram a um concerto e ficaram a ouvir musica do lado de fora! tiveram sorte em ter o vento a favor para vos levar a musica...

Jaime A. disse...

O amor: um tema infinito sempre tratado com maestria.
Um beijão

Mona Lisa disse...

Olá Paula

Tenho no blog um selinho que gostava que levasses.

Se não quiseres seguir as regras leva-o à mesma, pois acho que o teu blog tem glamour.

Bjs.

Nilson Barcelli disse...

E o teu poema é belo de bem escrever, tal como muito bem sabes fazer...
Gostei imenso querida amiga.
Boa semana, beijo.

peciscas disse...

A música e o Amor sempre se deram bem.

vida de vidro disse...

É bom quando o vento toca essa melodia... :) Belo poema. Beijo, Paula

SILÊNCIO CULPADO disse...

Paula


"e nós dançamos
nos braços um do outro
(como só um pode ser)"


Lindo.


Abraço

Isabel Branco disse...

Paula

Olá e boa semana.

Ainda que chova e a terra se alague
cada retorno saberá a bonança!
Tomara que em quantidade se espalhe
e grata se irmane à esperança!

Um beijinho.

mundo azul disse...

_______________________________

...bonito! Muito bonito!


Beijos de luz e o meu carinho...


___________________________________

Ana Martins disse...

"...na prece desmedida
de uma canção de amor."

Maravilhoso Paula!

Beijinhos,
Ana Martins

© Piedade Araújo Sol disse...

curto e belo.

apetece dançar.

um beij

PreDatado disse...

cantai o amor, cantai!