sexta-feira, 19 de junho de 2009

Impertinente


Não sei nem me interessa
que a estuporada volta ao parque
tenha sido esquecida,
afinal o parque já não o é
e eu passei a dar a volta
na feira,
com o algodão doce numa das mãos
e as farturas noutra,
num fartote de nojo
e muito asco,
tolerante,
impertinente
e de certo modo impetuoso.

Porque a Vida continua...


Foto: Maria Clarinda

25 comentários:

Angela Guedes disse...

Oi Paula!!!
Coisas que nunca vou esquecer
Parques de diversão...
Passear na pracinha no final de semana.
Circos e os festejos da igreja.

Maria Clarinda disse...

Este poema é lindo...
A vida continua, e os algodões doces da vida nos mostrarão dias e lugares melhores e inesquecíveis.
Jhs muitos

tecas disse...

Verdade querida Paulinha , doce romã:) A vida é uma...não interessa!!!
continua a comer o algodão doce das coisas melhores da vida...das cores intocáveis e não desbotáveis
da amizade e da poesia.
Amei. Mil bji e bom fim de semana.

wind disse...

Gostei.
Beijos

Entre "linhas" disse...

A vida é um constante círculo contornado com as mais variadas cores...
Bjs Zita

Jaime A. disse...

a Vida continua e as voltas sempre = cansam.
Lindo!
Abraço

Sonia Schmorantz disse...

A vida sempre continua, mudam suas cores conforme nossos sentimentos, mas vai sempre em frente...graças a Deus!
Beijos e ótimo final de semana

heretico disse...

"fartotes de nojo" em cada esquina...

sejamos pois impertinentes...

beijo

Kim disse...

E a vida vai continuar lá para os lados do Norte.
Já estás na lista, com fartura e sem algodão doce!
Bj Paola

Osvaldo disse...

Paula;

Por mais voltas que o carrossel dê, por mais farturas que nos enjoem, por mais algodão doce, que nos sufoque,... A Vida continua!.

bjs
Osvaldo

Mona Lisa disse...

Olá Paula

Que importa se tudo acabou!

Ficam as recordações, mas a vida continua e um novo "carrocel" surgirá!

Belo poema!
Parabéns!

Bjs.

Lisa

AnaMar (pseudónimo) disse...

A impertinência é um acto de coragem. Que a vida continue, então!
Bj

impulsos disse...

O que importa se o parque já não é parque, mas se o espaço é o mesmo onde a volta é a mesma de sempre... ainda que se levem os acessórios desnecessários mas que passaram a fazer parte do ritual da volta.

Beijo

De Amor e de Terra disse...

...e porque a vida continua, às vezes é bom mudar os roteiros, escancarar as janelas e deixar pra lá, as voltas de antes.

Beijos

Maria Mamede

Viajantis disse...

...sem duvida que a vida segue, num ritmo frenético, estonteante...que aquilo que hoje nos fascina, amanhã, por esta e aqueloutra razão, é-nos indiferente...

Graça Pires disse...

Impertinente, sim Paula. A vida ensina-nos. Gostei do poema.
Um grande beijo.

tulipa disse...

Lindas as tuas palavras Paula.
Como sempre estás de Parabéns!!!

Foi preciso os meus netos virem dar outro sentido à minha vida e eu voltar a comer algodão doce e dar uma voltinha no carrocel.

Muito obrigado pelas tuas simpáticas visitas.

Bom domingo.
Excelente semana.
Beijinhos.

Mariazita disse...

Por mais voltas que o mundo dê, por muito grandes que sejam as mudanças, a verdade é que a vida continua, e assim tem que ser encarada: com o algodão doce na mão e a "fartura" no coração.

Um bom resto de domingo.

Um beijinho
Mariazita

Je Vois la Vie en Vert disse...

O carrossel continua a girar e a vida continua.
Às vezes parece que estamos a engolir ar como no algodão doce mas quando a saboreamos, descobrimos que afinal sabe bem !

Beijinhos

Verdinha

Persida Silva disse...

Olá minha amiga Paula, tu fostes a minha primeira amiga, e fostes tu quem fizestes tenho a impressão poemas para algumas das minhas telas se não estou errando, de modo não posso esquecer de ti minha amiga Paula, agradeço pela tua boa compreensão, envio-te um grande abraço com muita amizade.
Tua sempre amiga
Persida

clanDestino. disse...

Vou ao parque. Esquecer ou para lembrar.

D.

j. monge disse...

Até lambi os dedos...

Beijo!

Menina Marota disse...

N feira da vida... o que importa é mesmo o algodão doce que dela retiramos.. E continuarmos... porque a felicidade é o ponto de partida.

Gostei desta impertinência.

Beijinhos

© Piedade Araújo Sol disse...

pois continua e ainda bem.

as recordaçoes ficam.

um beij

Persida Silva disse...

Olá amiga Paulinha, como vais? Hà já algum tempo que não tenho tido notícias tuas ? Como vai minha amiga ? Desejo-te uma nova semana de paz e iluminado com a luz du Céu.
Persida