segunda-feira, 9 de março de 2009

Saudade


A saudade existe
num pedaço de papel,
numa palavra,
existe no profundo
sentir presente,
a saudade existe
no som, no cheiro,
no tacto,
existe a saudade
em tudo o que existe
em mim.

A saudade como uma parte
de ti,
a saudade existe
na lonjura desmedida
da intemporalidade.

Em nós existe a saudade.


Foto digitalizada de 1977.

50 comentários:

vício disse...

e também existe numa musica dos trovante!

Maria Clarinda disse...

Lindo o poema como sempre ...Paula.
E a saudade é assim....
Gostei da foto.....
Jinhos mtos

Isa disse...

Sim,Paula! A Saudade é tudo isso.
Às vezes dum aroma,duma terra,sei lá.
Beijoo.
isa.

Osvaldo disse...

Olá Paula;
A saudade pode ter muitas formas, tamanhos e feitios...
Pode ter muitas cores, ou ser simplesmente a preto e branco...
Pode ser antiga ou simplesmente de hoje mesmo...
Pode ser saudade de outros ou saudade de nós mesmos...
Mas feliz deste povo que na sua infinita tristeza conseguiu transformar seus males em doce e terna saudade.
Haverá palavra mais profunda em sentimentos que esta ?...
Que bom podermos sentir SAUDADES...

bjs
Osvaldo

wind disse...

Excelente poema!
Beijos

FERNANDA & POEMAS disse...

QUERIDA PAULA EXCELENTE POEMA... PARA TERMOS SAUDADES É PORQUE JÁ VIVENCIAMOS OS PORQUÊS DELAS... SUBLIMES PALAVRAS AMIGA... UM GRANDE ABRAÇO DE CARINHO E TERNURA,
FERNANDINHA

José Carlos Brandão disse...

Saudade! gosto amargo de infelizes. Delicioso pungir de acerbo espinho...

Abraço!

Nilson Barcelli disse...

Transferiste muito bem a saudade que tiveste à visão do "papel" para o poema.
Gostei muito, sente-se que sentes as palavras.
Boa semana, beijo.

Amaral disse...

A saudade não se consegue explicar muito bem. Sente-se muito mais e mais facilmente.
Existe em múltiplos gestos e parece que existe sempre e sempre existiu...
Mas a poesia explica bem esse extraordinário sentimento!...

Laura disse...

Há saudade de um bolo de arroz, saudade de pão com manteiga, da casa dos pais, dos passarinhos à janela na casa dos avós, do homem amado que partiu as asas e voou, de tanta coisa , enfim..se não fosse a saudade, em que pensariamos nós?
Beijinho a ti, de mim, e sim, tenho saudade do dia em que nos vamos conhecer, ainda, mas vamos...

MPereira disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Fenix disse...

Saudade...
Magoa e aconchega.
Magoa a ausência,
Aconchega a memória.
Doi-nos a falta do que a memória nos traz.
Somos felizes..., temos memórias boas!

Beijinhos saudosos.
Sei bem o que é sofrer de saudade!
São

vida de vidro disse...

Saudade de um aroma, do toque de uma pele, do gosto duma fruta. Essa saudade. Belo, Paula! **

Ana Oliveira disse...

A saudade é uma asa a adejar em cada alma, em cada coração...sem ontem nem amanhã...sempre presente como o tic-tac de um relógio eterno.

Um beijo

Ana

Jaime A. disse...

saudade existe,
porque há um eu,
um tu,
e uma distância;
um haver de ter,
um haver de sonhar,
um haver de trinar,
entre doze cordas...

Eduardo Aleixo disse...

Lindo. E a foto é esplêndida.
Boa semana, Paula.
Bj.
Eduardo

Ana Martins disse...

Amiga Paula,
a saudade com o sabor da distância quando nos afoga em recordações!!!

Beijinhos,
Ana Martins

Vieira Calado disse...

Na sequência do meu último post e seu comentário

pela parte que me toca

obrigadíssimo!

Beijoca

alice disse...

:) é do ano em que eu cheguei ao ventre da minha mãe :) e também tenho saudades. beijinhos, paula.

LUA DE LOBOS disse...

a saudade é uma maçada... doi que se farta... pior que dor de parto... pior que dor de dentes!!
xi
maria

Branca disse...

Saudade é assim mesmo...é o que sobra de tudo que nos foi especial!

Ótima semana pra vc,
bjos!

Carla disse...

a saudade existe em nós...
beijos e parabéns por este belo poema

manzas disse...

Belo poema!


Num momento desnudado de inspiração
Apuro sentidos desconhecidos nas janelas do mundo…
Abro longas cortinas entreabertas da imaginação
E sonho despertar, num sono em que não durmo

Um resto de um bom dia e semana
Continuando, com a boa inspiração…

O eterno abraço…

-MANZAS-

Camisinha.com disse...

querida,

senti saudade de vc!

já voltei!

bju no coração mais sensível do mundo!!!!!

Justine disse...

"...a saudade é o revés de um parto,é como arrumar o quarto de um filho que já morreu"...
Existe em nós, latente ou em ferida!

Angela Guedes disse...

Parabéns querida poeta!!!
Saudade é uma viagem no tempo.
Na verdade é futuro, passado e presente.
Um grade beijo, Paula.
Até.
Angela

peciscas disse...

Saudades, temos saudades.De pessoas, coisas, sentimentos, acontecimentos.
Porque temos sensibilidade e memória.

Fa menor disse...

A saudade faz doer no mais profundo de nós.
Mas há que superar!
beijo

Odele Souza disse...

Dizem que é melhor ter saudade do que não ter do que sentir saudade, pois ai sim estaríamos vazios, frios. Irremediavelmente sós.

Beijos querida Paula.

Laura disse...

Eu não vivo sem saudade, e acho que; s eouvisse bem, seria fadista para cantar a saudade de xale negro pelos ombros...ora ai está. Beijinhos...saudade de umas certas ninas que prometeram algo à nina das resteas..e o sol já brilha...

Catarino disse...

Saudade a palavra exclusiva da nossa língua e o sentimento eterno que todos os portugueses têm em comum...
Beijo cheio de saudades tuas...

j. monge disse...

a saudade é a memória sem arestas.

como no teu poema...
como na tua foto...

Isabel-F. disse...

a saudade ... desde que não seja doentia ... é saudável ...

gostei muito do poema ....

beijinhos

© Piedade Araújo Sol disse...

claro que existe....

e acho em si e só a palavra "saudade" nostálgia e triste.

um poema bem conseguido!

beij

ausenda disse...

Saudade... é sentimento que vale por si, mesmo que por vezes doído!

... existe! (em tudo)

Beijo

Vox Maris disse...

Gosta de música coral e sacra ?

Venha assistir ao concerto do dia 15 de Março às 16h no Salão Paroquial da Igreja do Sagrado Coração de Jesus em Lisboa. Entrada livre.

Para mais informação, consulte o blogue do coro VOX MARIS.

Je Vois la Vie en Vert disse...

Saudade...palavra difícil de traduzir mas deixaste-nos uma bela interpretação dela !

Tenho saudade de ti, sabes ?


Talvez, possamos nos (entre)ver este fim de semana, depende de ti...

Maria Emília disse...

Tem-se saudade
do que se não tem.
Quando se mata
a saudade,
logo outra suadade vem.

Beijos

Maria Emília

PreDatado disse...

Existe. Existe sim.

Sonia Schmorantz disse...

Saudade nunca nos abandona, porque todos os dias temos bons motivos para senti-la
beijos

UMA PAGINA PARA DOIS disse...

Assim como o oceano só é belo com o luar
Assim como a canção só tem razão se cantar
Assim como uma nuvem só acontece se chover
Assim como o poeta só é grande se sofrer
Assim como viver sem ter amor não é viver

(Vinícius De Moraes/tom Jobim)

Desejo a voce um resto de semana maravilhoso
Abraços. Eduardo Poisl

Mariazita disse...

A portuguesíssima saudade!
Sempre presente nas nossas vidas.
Quem nunca sentiu saudade???

Lindo! Parabéns!

E também gostei da foto, O tom avermelhado confere-lhe um certo ar de mistério...

Beijinhos
Mariazita

O Profeta disse...

Explendido poema...


As cores que reténs em tua alma
Entraram pelo coração
São luzeiros em céu nocturno
A força de uma oração

Vês com o sentir do sonho esquecido
Com mãos esculpindo o encanto
Às vezes elas ficam presas
Às águas que brotam do pranto


Boa semana


Mágico beijo

mundo azul disse...

________________________________


...saudade! Só sente saudade quem viveu a felicidade...


Lindo, sentido...Adorei!


Beijos no coração e o meu carinho...

__________________________________

Vieira Calado disse...

Sim, amiga!

Um dia havemos de nos conhecer pessoalmente.

No lançamento do meu livro conheci
uma meia dúzia de caros confrades:
O Louro, a Fernandinha, a Gata Verde e seu companheiro, o Rafeiro Perfumado... e no outro dia fui reconhecido no lançamento dum livro do Torcato da Luz, pelo Abecerragem e pela amiga da Encosta do Mar!

Beijinhos

Viajantis disse...

a saudade existe no coração....

Jaime A. disse...

A saudade também existe pelo tempo em que não te venho aqui visitar loooooll :)

Parabéns!

Vitor Lopes disse...

A Saudade existe.
A saudade sente-se

xistosa - (josé torres) disse...

A saudade é a duplicidade de anseios.
Os passados que já deveriam estar no álbum e os presentes.
Estes sim ...
São intemporais?
Então tenhamos saudades do hoje e do amanhã.

UMA PAGINA PARA DOIS disse...

Amiga Paula Raposo, começei uma serie de postagens de amigos do blogger UMA ILHA PARA AMAR, e gostaria muito postar uma poesia tua.
Fica a teu critério a escolha, me manda por email uma que você gostaria de ver postada no blogger.
Obrigado pela atenção
Abraços Eduardo Poisl
eduardopoisl@gmail.com