domingo, 21 de setembro de 2008

Um presente!


Do meu querido amigo Pedro Arunca recebi este horizonte para um dos meus poemas...
Obrigada! És um querido!

8 comentários:

wind disse...

Bonito:)
Beijos

poetaeusou . . . disse...

*
mereces,
,
maresias, deixo,
,
*

xistosa - (josé torres) disse...

Agora o ponto é maior, está a desaparecer, naquela linha que nem sabemos se estamos do lado de cá se do outro.
Talvez a linha da vida.
Daí não se olhar para trás, mas para o que falta percorrer ... seremos nós e não um ponto que não é nada!

Isabel-F. disse...

bem linda a foto ...


até parece feita de propósito para o te belo poema.


bjs e boa semana

Graça Pires disse...

Fica bem este belo poema sobre a bela paisagem.
Um beijo Paula.

peciscas disse...

Um dos teus poemas que marco com 5 estrelas.
E a imagem é perfeita para tão belo texto.

Verdinha disse...

Quelle belle surprise de recevoir de tes nouvelles, chère Paula !
Ton splendide poème méritait cette somptueuse présentation !
Et ton blog a changé de look !
Reviens me visiter, cela m'a fait plaisir !
Bisous verts.

Pedro Arunca disse...

Paulinha, mal sabia que esta foto que tirei esperava tão merecido destino.
Bj