segunda-feira, 30 de maio de 2011

Deslumbrar

Dentro dos teus olhos
existe o inaudível som
do sonho;
a perturbadora essência
do inexplicável;
toda a ternura não dita
das palavras-poema.
Dentro de ti existe
a solitária imagem
de um reflexo incompreendido:
por isso, a minha Vida,
deslumbra-se dentro dos teus olhos.

14 comentários:

Constantino, Guardador de Vacas disse...

Pode parecer um lugar-comum mas os olhos são mesmo o espelho da alma.

isa disse...

Mas é que os olhos "falam" e o que
dizem é,às vezes,tão belo!!
Beijo.
isa.

Mona Lisa disse...

Olá Paula

Soberbo!

Senti-o meu.

O silêncio do olhar...indescritível.

Bjs.

wind disse...

Bonito e apaixonado:)

Eduardo Aleixo disse...

Muito bonito.

mfc disse...

Assim são os apaixonados... e tu dize-lo lindamente!

Evanir disse...

Feliz da vida encontrei mais um blog de poesias de Portugal .
Linda poesia!!! ..
Estou a seguir seu blog deixando o convite para conhecer o meu e seguir-me também .
Um linda semana beijos meus,Evanir..
www.aviagem1.blogspot.com

Nilson Barcelli disse...

Ver os sonhos e ficares deslumbrada dentro de outros olhos, é poesia de elevada craveira.
Belíssimo poema.
Gostei imenso, querida amiga.
Beijos.

heretico disse...

poema arrebatador - como alguns olhares!

beijos

Jaime A. disse...

"o inaudível som do sonho"... uma imagem que diz tanto e que evoca tanto...

Graça Pires disse...

Dentro do teu poema está toda a ternura do teu olhar...
Um beijo, Paula.

Mar Arável disse...

De facto

as grandes janelas do corpo

© Piedade Araújo Sol disse...

tanta ternura expressa neste poema.

excelente.

beij

Esperança disse...

Muito lindo!!!

abraços de luz