segunda-feira, 9 de maio de 2011

O nome da voz

As coisas chamam-se pelos nomes
e pelos nomes
volto a saber
quais os acordes
da nossa música;
pela música
sonho - mais uma vez -
o anseio que apaziguas
no teu abraço;
pelos nomes das coisas
sei da tua voz plena:
o encanto de ti.

8 comentários:

Constantino, Guardador de Vacas disse...

... e pelo nome da musica sei-te de ti clave de sol, minha luz...

Paula você continua a ser uma das minhas poetizas preferidas da atualidade.

© Piedade Araújo Sol disse...

e pelos nomes vamos...

e pela msica recordamos....

e pelo abraço renascemos...

beij

Andradarte disse...

Este poema é musica para os meus ouvidos...
Abraço

Mar Arável disse...

Cantemos ou simplesmente

saibamos ouvir

mfc disse...

Que seria do amor sem a conversa... por vezes em silêncio?!

heretico disse...

palavras muito musicais, num belo poema...

beijos

Graça Pires disse...

Um nome. Um sonho. Uma recordação.
Beijos, Paula

tulipa disse...

Aqui estou, mais uma vez, abrindo o meu coração para os amigos e convido-a a ver o meu último post nos "Momentos Perfeitos":

ONTEM...SÓ ONTEM
Aliás, queria que muitos mais dias da minha vida fossem como ontem.
Queria que muitas semanas da minha vida fossem como esta semana.
Uma semana de emoções lindas, puras e fortes.
Interrogo-me: como é que o meu coração aguenta tantas emoções?
A minha vida é difícil, muito difícil.
...
...

Mas a realidade é outra e ouço o meu nome, chamam-me para ir receber o meu 1º prémio num concurso de fotografia; de seguida, nada mais ouvi, os olhos apontados para o chão e os pés levaram-me até ao palco onde me senti num outro universo.
O MEU UNIVERSO!!!

Minha Amiga
Gosto muito do seu universo de palavras e do seu versejar.
É um encanto ler os seus poemas.
Beijos.