segunda-feira, 19 de julho de 2010

Voltaremos

Um dia voltaremos:
num corcel sem destino,
sem frases feitas,
sem saudades
e sem futuro.

Um dia voltaremos.
A tua voz será igual
(tão familiar),
mas o silêncio
não será o mesmo.

Voltaremos no dia
em que o decidirmos
-sem mágoa-,
por nós.

14 comentários:

Osvaldo disse...

Paula;

Que o dia da volta chegue no momento certo...

Bela poesia, o que vindo da Paula, não é novidade.

bjs.
Osvaldo

wind disse...

Bonito:)
Beijos

Mona Lisa disse...

Belo poema.
Adorei!
Senti-o meu!

O reencontro só vale a pena sem mágoas...

Bjs.

Sonhadora disse...

Minha querida
Um belo poema que eu adorei.

Um dia voltaremos.
A tua voz será igual
(tão familiar),
mas o silêncio
não será o mesmo.

Lindo

Beijinhos
Sonhadora

tecas disse...

Olá querida Paulinha, adorei o teu "voltarei"
Voltarás de certeza...porque são necessários os teus poemas. Volta rápido...eu te espero!.
Beijos da sempre amiga
Tecas

Nilson Barcelli disse...

Estou a gostar desta tua evolução poética, principalmente na forma mais pragmática com que abordas e desenvolves o tema.
Deve ter acontecido algo de bom contigo para que estejas a mudar tanto... nomeadamente na auto-confiança que sinto nas tuas palavras.
Ou então são os meus olhos que são diferentes de antigamente... sei lá...
Querida amiga, beijos.

alice disse...

andamos sempre às voltas nesta vida... um grande beijinho, paula.

Branca disse...

FELIZ DIA DO AMIGO!

“De um amigo ninguém se livra fácil.
A amizade além de contagiosa
É totalmente incurável”.

[Vinicius de Moraes]

gaivota disse...

sim, é bom voltar, sem mágoas... quando assim se decidir!
beijinhos

Graça Pires disse...

No coração da noite pareces procurar uma presença sem ter rosto e sem ter voz...
Um grande beijo, Paula.

Eduardo Aleixo disse...

um belo poema. ea

Henrique ANTUNES FERREIRA disse...

Palotamiga

Vai daí, vim por aqui, como quem não quer a coisa, e descubro que continuas a poetar. E, como sempre, bem. Ou seja, que estás vivinha da costa como a sardinha no pregão da varina.

Se ainda te lembrares do endereço, vai até ao meu barraco, onde ando a fingir que escrevo um novo livreco. Tretas...

Qjs

Odele Souza disse...

"Um dia voltaremos". E que no dia do retorno, haja a chance de um novo recomeço.

Beijinhos.

Viajantis disse...

...voltar...tem de ser com olhos postos no futuro....