domingo, 8 de novembro de 2009

Primavera


Não foi breve o momento.

Demorou o tempo
que o tempo trouxe
e as palavras fluíram
entre nós puras

sei que não foi breve
e que durará o tempo
que o tempo terá

ao revivermos na memória
o mágico desabrochar
das flores.

Já é Primavera.


Foto minha.

36 comentários:

tulipa disse...

Metáforas
de dor
e lágrimas de sangue
num tempo infinito
ausente
num corpo são
almas desalinhadas
pelo desgosto da vida
súplicas de amor
e alguma dor.

Minha Amiga:
Como sempre os teus versos nos conduzem à meditação.
Como é bom ler-te...

Beijinhos.
Bom domingo.

tulipa disse...

Metáforas
de dor
e lágrimas de sangue
num tempo infinito
ausente
num corpo são
almas desalinhadas
pelo desgosto da vida
súplicas de amor
e alguma dor.

Minha Amiga:
Como sempre os teus versos nos conduzem à meditação.
Como é bom ler-te...

Beijinhos.
Bom domingo.

José Carlos Brandão disse...

A flor tem algo de eterno.

Beijo.

Maria Clarinda disse...

Era tão bom que realmente já fosse primavera...mais dois ciclos se teriam cumprido!
O teu poema e a foto estão lindíssimos.
Jinhos

Justine disse...

Se assim o sentes - e deves sentir para o escreveres com tamanha sensibilidade!

António Sabão disse...

Lindo, foto e poema! :)

beijinhos

Isa disse...

A foto é lindíssima!Já nos habituaste a isso!
Quanto ao Poema é isso mesmo:ao lembrar os momentos vividos...é sp.
Primavera!
Beijo.
isa

Kim disse...

E o momento estará certamente subjacente a um novo momento.
Bj Paola

ellen disse...

Não...já estamos no Outono :)

Bonito e singelo poema. Gostei da simplicidade :)

Beijinho

Mona Lisa disse...

Olá Paula.

Já é Primavera.

Quem não gostaria de a ter sempre?!

Bjs.

wind disse...

Bonitos poema e foto.
Beijos

Manu disse...

Olá Paula!

O tempo é tão escasso
diria mesmo, é fugaz
evapora-se no espaço
sem tempo nada se faz

ter tempo, quem me dera
mais tempo para sentir
o encanto da Primavera
e ver o jardim florir

Bom Domingo. Beijos

Laura disse...

Que flores lindas empoleiradas em árvores amigas, e que palavras belas em momentos de verdades...Beijinhos, laura

MPereira disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Sol da meia noite disse...

O tempo das memórias, é tempo que fica.
É primavera que desabrocha, em tempo fora de tempo...

Muito bonita, esta poesia.
Vou deixar, por email, convite para o meu Sol. Seria um gosto receber-te lá.


Um beijinho *

Graça Pires disse...

"sei que não foi breve
e que durará o tempo
que o tempo terá"
O tempo a fazer e a desfazer a vida. Muito bom o poema e lindíssima a fotografia.
Um beijo, Paula

Osvaldo disse...

Paula;

Como é bom ler poemas da Primavera, quando por aqui, o Outono já mais parece Inverno...

Bela foto com flores que aquescem a alma.

bjs, Paula,
Osvaldo

FERNANDA & POEMAS disse...

QUERIDA PAULA, MARAVILHOSA FOTO AMIGA... O POEMA LINDO... SABIA BEM TERMOS A PRIMAVERA E NÃO ESTE OUTONO TRISTE E FRIO... ABRAÇOS DE AMIZADE,
FERNANDINHA

Lúcia Amorim: disse...

Boa tarde Paula,
O tempo já trouxe o a demora esperou,talvez memórias apenas.
Irei seguir seu espaço com carinho.
Abraços Lúcia Amorim

joaninha disse...

Bela foto! Bonito poema.
Fiquei com saudade da primavera...
Mil beijinhos

Gui disse...

Primavera é sempre que nós quisermos. Basta ter sempre flores no coração. Um beijo, Paulinha

Nilson Barcelli disse...

Belo poema.
Beijos.

xistosa - (josé torres) disse...

Que saudades, prima Vera.
Por estes lados é Outono e não há flores vermelhas cintilantes ...
E ainda vai demorar tempo que o tempo traga o tempo da Primavera.
Uma bração.

Mena G disse...

Lindo poema, Paula!
Desculpa a minha ausência em visitas mas tenho andado "enredada"numa série de rotinas...

Mariazita disse...

Uma verdadeira beleza, as flores e o poema.
Parabéns.

Beijinhos
Mariazita

Carla disse...

e sim...tornou-se novamente primavera com o teu poema
beijo

Eduardo Aleixo disse...

O teu poema é muito bonito e a foto também. Beijinho

ausenda disse...

A magia do tempo...!Belo!

Beijo

Viajantis disse...

tal qual o desabrochar dos sentimentos, do Amor...

Rafeiro Perfumado disse...

Ou vivemos em países diferentes ou a tua noção de primavera é bem mais chuvosa que a minha...

Vicktor disse...

Querida Paula

É Primavera sempre que o nosso desejo de renovação fôr profundo e desejado.

Muito bonito poema.

Beijinhos.

© Piedade Araújo Sol disse...

P.

é primavera no poema e será sempre quando o Poeta desejar.

o poema está muito bom e gostei também da foto.

um beij

gaivota disse...

a foto está demais!
das palavras... nada a acrescentar, parabéns, simplesmente
beijinhos

Odele Souza disse...

Poema e fotos lindos.

Beijinhos.

pin gente disse...

abeirei-me da primavera


:)

carlos disse...

Paula
As flores são como as paixões, explendorosas e curtas e as árvores são como as razões, simples mas quase eternas...beijos. carlos marques