sexta-feira, 4 de junho de 2010

Após

Este é o beijo de romã
que em cada poema te dei
(suculento e doce)
vindo da minha alma
semi conseguida,
semi perdida:
o beijo de romã
que um dia se multiplicou
e noutro dia reviveu,
feito espuma e grãos de areia.

A praia perfeita.
Tu. Eu.

Como iremos sobreviver
após o beijo?!

15 comentários:

Mona Lisa disse...

Olá Paula

Voltaste!

Sobreviverão...continuando...

Bjs.

Lisa

Otário disse...

bom estar por aqui...;)

wind disse...

Sobrevivendo:))))
Gostei:)
Beijos

Osvaldo disse...

Paula;

Após um beijo,... outros se seguirão...

Excelente, como sempre.

bjs,
Osvaldo

heretico disse...

belos e graciosos bagos de romã. como beijos...

gostei muito

beijos

tecas disse...

Querida Paula, sobrevive com a...romã:)
Adorei a tua volta ao blog.
São lindos os teus poemas...Nunca deixes de escrever.
Quarta feira lá irei à procura...
Um beijo

poetaeusou . . . disse...

*
Paulinha,
,
é . . .
um beijo entre marés !
,
jino,
,
*

uminuto disse...

importa apenas o beijo...o resto será o que tiver de ser
bom regresso, é-o certamente para quem te lê
um beijo

© Piedade Araújo Sol disse...

sobrevivendo, sempre!

nem que seja na recordação.

obrigada pelo teu regresso!

beij

Graça Pires disse...

Uma romã multiplicada em beijos...
Ainda bem que voltaste. Um grande beijo.

Nilson Barcelli disse...

O teu beijo de romã será sempre apreciado em cada poema.
Excelente, querida amiga.
Beijos.

FERNANDINHA & POEMAS disse...

QUERIDA PAULA, BELO O TEU BEIJO DE ROMÃ... DIREI MAIS... SUBLIME POEMA AMIGA... BEIJOS DE CARINHO E SAUDADE...!
FERNANDINHA

Carmo disse...

Olá Paula, gostei do beijo de romã.
Beijinhos e bom fim de semana

Eduardo Aleixo disse...

Bom regresso. Bjo

Viajantis disse...

...sobre(vivendo) tudo e a todos!