domingo, 8 de janeiro de 2012

Vontade

Vou procurar-te
no manso soletrar
do poema
escondido
numa qualquer palavra
fugindo ao meu toque audaz.
Encontro-te
numa lágrima triste
sob o rosto magoado
da minha última vontade.

9 comentários:

Mar Arável disse...

Comovente

Bj

mfc disse...

É um enconrar que dói...

© Piedade Araújo Sol disse...

dorido!

um beij

wind disse...

Triste, mas muito bonito.
Beijos

Sonhadora disse...

Minha querida

Triste...magoado e doce...um hino de amor e dor.

Deixo um beijinho com carinho
Sonhadora

Conceição Paulino disse...

B?dia amiga, feliz por teres postado um poema com um estilo tão teu. Desejo que estejas bem ou que fiques a muito curto prazo.Beijos de luz e bom domingo

Vítor Fernandes disse...

A procura frutificou.

Arco-Iris disse...

Acabei de descobrir o seu blog.
Lindo!...
Prometo que voltarei
bjs

Vanda Mª Madail Rafeiro disse...

Muito tocante!

Beijo
Vanda